segunda-feira, 04 de julho de 2022

Notícias

In:

Rio: Polícia e MP abrem operação contra delegada e agentes por elos com a milícia

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) abriram nesta sexta-feira, 20, a Operação Heron contra agentes públicos que teriam sido corrompidos pela milícia. Entre os alvos estão uma delegada, três policiais militares e seis agentes penitenciários, além de milicianos. Os policiais cumprem mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pela 1ª Vara Criminal Especializada da Capital.

Segundo a investigação, os agentes públicos repassavam informações privilegiadas aos membros da organização criminosa, como posicionamento de viaturas e dados de investigações em andamento. “Com evidente prática de corrupção e pagamentos entre milicianos e serventuários do sistema prisional”, informou o MP. A investigação é conduzida pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em parceria com Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e de Inquéritos Especiais (Draco/IE).

Os agentes sob suspeita também estariam atuando na milícia da região de Campo Grande e Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a investigação, eles tinham trânsito com Luiz Antônio da Silva Braga, o “Zinho”, irmão e sucessor de Wellington da Silva Braga, o “Ecko”, morto em confronto com a Polícia Civil em junho do ano passado.

Veja os alvos da operação:

– Francisco Anderson da Silva Costa, conhecido como ‘Garça’ ou ‘PQD’, apontado como um dos chefes do grupo crimino;

– Luiz Bastos de Olive Ira Junior, o ‘pqdzinho’;

– Leonardo Corrêa de Oliveira, o ‘Sgt. Oliveira’, policial militar;

– Matheus Henrique Dias de França, o ‘Franc’, policial militar;

– Pedro Augusto Nunes Barbosa, o ‘Nun’, policial militar;

– Alcimar Badaró Jacques, o ‘Badá’, policial penal;

– André Guedes Benício Batalha, o ‘Gue’, policial penal;

– Carlos Eduardo Feitosa de Souza, o ‘Feitosa’ ou ‘Feio’, policial penal;

– Edson da Silva Souza, o ‘Amigo S’, policial penal;

– Ismael de Farias Santos, policial penal;

– Wesley José dos Santos, o ‘SEAP’, policial penal.

Autor: Redação
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *