domingo, 23 de Janeiro de 2022

Notícias

In:

Centro Cultural e de Exposições RUTH CARDOSO retoma realização de Congresso e Eventos

Por Isabella Padilha

 

Seguindo todos os protocolos sanitários e em constante sintonia com os decretos estaduais de combate à Covid-19 em Alagoas, o Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió, volta a sediar eventos de grande porte. Com essa autorização, Alagoas recebe, de 03 a 06 de novembro, o primeiro evento da temporada: o 57º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica.

O Estado deve receber, até o final do ano, mais de 9 mil turistas de eventos que vão participar de congressos, feiras, simpósios e competições esportivas.  A estimativa é que o ticket médio destes turistas gire em torno de R$ 1 mil em gastos por dia, valor que é superior aos gastos do turista de lazer.

“Nós fazemos questão de apoiar esses congressos e eventos e de receber bem os turistas que chegam aqui (em Alagoas) para participar deles. É um segmento forte, que incentiva a economia do Estado. São bares, restaurantes, hotelaria, serviços de passeio e vários outros setores beneficiados com a presença do turista de eventos”, destaca o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão.

Segundo estimativa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o turista de negócios gasta em média quatro vezes mais do que o turista de lazer. Até 2023, a estimativa é que mais de 60 mil turistas venham a Alagoas para participar de 69 congressos e eventos já marcados, injetando no estado cerca de R$ 75 milhões, segundo dados do Maceió Convention & Visitors Bureau (MCVB).

Funcionando como Hospital de Campanha para atendimento aos pacientes com Covid-19 no Estado durante mais de um ano, o Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso foi preparado e reformado para a retomada do setor de eventos, de acordo com a Gerente Comercial do Centro, Larissa Lopes.

“O Centro de Convenções é o nosso principal equipamento para o fomento do turismo de eventos e para nós essa retomada é muito importante e impactante, já que ficamos parados durante um ano e oito meses. Agora, para a retomada, fizemos alguns ajustes na estrutura e estamos ansiosos para voltar a receber o público de eventos aqui, que é um segmento muito forte e que traz um turista que gasta mais e ainda aproveita os atrativos do nosso Estado”, relata Larissa Lopes.


Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *