sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias

In:

Diteal recebe quase 500 estudantes em visitas guiadas pela exposição Fauna, de Ana Cahú, por videoconferência

Por Allana Paiva e Hannah Copertino

Agendamentos ainda podem ser feitos; exposição fica em cartaz até 31 de julho

Uma aula diferente, com um passeio por obras de arte, e debatendo importantes questões ambientais. Quase 500 estudantes, de escolas municipais, estaduais e particulares, já tiveram essa oportunidade até hoje ao acompanharem as visitas guiadas à exposição Fauna, da artista Ana Cahú, por meio do Projeto Escola, realizado pela Diretoria de Teatros do Estado de alagoas (Diteal), em parceria com educadores e responsáveis por instituições de ensino e sociais.

“Neste momento delicado que vivemos com a pandemia, a nossa equipe se reinventou e encontrou no digital uma forma de propagar ainda mais a arte e a cultura nas escolas e instituições sociais. Convidamos os educadores para que aproveitem os últimos dias da exposição e agendem suas turmas”, afirmou a diretora-presidente da Diteal, Sheila Maluf.
As visitas guiadas são ministradas pela equipe de monitores da Diteal e contam com a participação de professores, alunos e da artista. Na ocasião, as obras são apresentadas e a temática da exposição é debatida. No caso de Fauna, enfatiza- se a preocupação da artista com a preservação ambiental.
Após as queimadas em 2020, no Pantanal e na Amazônia, Ana Cahú teve a ideia de transformar em obras o sentimento ao observar o desmatamento e as consequências desse problema para a flora brasileira. Assim, surgiu Fauna, a exposição que traz uma reflexão sobre o meio ambiente e a necessidade urgente de sua preservação.
A exposição Fauna foi aberta em 17/06/2021 – a quarta mostra online promovida pela Diteal por consequência da pandemia. Na época, as visitas presenciais estavam suspensas por decreto, mas foram liberadas a partir de 12/07/2021 com 30% da capacidade e o cumprimento dos protocolos sanitários.
Desde então, a galeria de artes visuais do Complexo Cultural Teatro Deodoro está funcionando de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, e, aos sábados, das 10h às 13h. A visita em grupos está limitada a 10 pessoas como forma de prevenção e combate à Covid-19.
Para as visitas guiadas os representantes devem entrar em contato pelo telefone (82) 3315-5660/ 98884-6885, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou pelo e-mail escolasditeal@gmail.com para marcar dia e hora.
“As visitas virtuais estão sendo fantásticas, as crianças respondem ao estímulo da arte, interagem e até ensinam como podemos poupar nossas fontes de energia. Amo quando recebo vídeos com a arte feita pelos alunos em suas casas, eles aproveitam tudo que iria ser jogado fora e põem em prática o que foi falado nas reuniões online. É muito gratificante vê-los criando! Somos todos um!”, relatou a artista visual, Ana Cahú.
Para a professora de arte, Nidia Livramento, do Colégio Rosalvo Félix e da Escola Estadual Fernandina Malta, foi um momento muito importante para os alunos. “Tivemos uma experiência diferente, essencial e espetacular. Alunos, que nunca foram a um museu, pinacoteca e espaços de exposições culturais, puderam apreciar uma exposição maravilhosa cheia de cores, formas e significados. Tenho certeza que essa experiência marcou a visão dos alunos sobre a arte e o espaço em que ela está inserida. Fico muito feliz por essa iniciativa dos idealizadores desse projeto virtual, só agregou nas minhas aulas e na aproximação dos alunos com a arte”, disse.
Rosa Machado, professora há 20 anos da Escola Cátia Assunção, afirma que as visitas guiadas também têm sido uma experiência enriquecedora para os alunos. “As visitas são muito importantes porque é uma maneira diferente que os estudantes estão tendo a possibilidade e a oportunidade de conhecerem a exposição, em um momento tão difícil e delicado como esse período pandêmico. Os alunos ficam muito interessados, se mostram presentes, aproveitam a oportunidade de falar com a artista, está sendo bem interessante. Muito importante também a presença do monitor e do professor, complementando e auxiliando na parte pedagógica, ajudando de forma satisfatória para que os estudantes entendam as obras e a intenção da artista. E tudo isso tem sido muito rico”, concluiu.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *