sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias

In:

Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos comemora 156 anos com Sarau Literário

Por Mark Nascimento

Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos realiza Sarau Literário com o tema “Tem Poesia no Ar”. Foto: Neno Canuto/Divulgação.

Lêdo Ivo, Aurélio Buarque de Holanda, Jorge de Lima. Esses são alguns dos maiores escritores alagoanos da história, demonstrando o potencial que o Estado tem como berço de talentos da literatura. Carregando o nome de outro autor importante, a Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos completa 156 anos de existência e celebra com uma programação especial, em parceria com a Confraria Nós, Poetas.

Evento que celebra o aniversário do equipamento cultural será totalmente online e busca fomentar a literatura em Alagoas

No sábado (24), o equipamento da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) realizará um Sarau Literário com o tema “Tem Poesia no Ar”, um momento onde o público poderá discutir, apresentar e aprender mais sobre Literatura. O evento será transmitido na plataforma do Google Meet e qualquer pessoa poderá participar, basta solicitar o link de entrada no perfil oficial da Biblioteca no Instagram (@bpegr).

De acordo com a coordenadora da Biblioteca, Mira Dantas, o projeto busca fomentar a leitura e a formação de novos poetas alagoanos. “O Brasil regride no quantitativo de leitores, e, por isso, é necessário realizar ações voltadas para o incentivo à leitura em Alagoas”, afirmou.

Conservando obras que carregam os traços e a diversidade da cultura alagoana, a Biblioteca Pública Estadual vem exercendo a função de guardiã do livro e da leitura há mais de um século e meio. Esse marco merece ser festejado, e nada melhor que um evento literário com a participação da população.

Para a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, o sarau online é uma maneira de não deixar passar esse momento especial do espaço cultural.  “Não é todo dia que se comemora 156 anos. A Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, um espaço de estímulo à leitura, deve ser sempre celebrada”, apontou a titular da pasta.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *