sábado, 28 de novembro de 2020

Notícias

In:

Antonio Albuquerque repudia armação de trama para incriminá-lo

Por Assessoria

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta terça-feira, 20, o deputado Antonio Albuquerque (PTB) afirmou estar sendo vítima de uma armação para imputar-lhe, mais uma vez, a autoria de um crime que não cometeu. “Já fui vítima de uma perseguição inominável, chegando, inclusive, a ser preso por crime que não havia cometido”, lembrou o parlamentar, complementando que, anos mais tarde, a Justiça o inocentou. “Quatro longos anos depois, o Tribunal de Justiça do meu Estado, de forma unânime, sequer, chegou a receber a denúncia contra mim, de tão infundada, absurda, mentirosa e criminosa ela era”, asseverou.

Apesar de se sentir injustiçado, Antonio Albuquerque disse que relevou o ocorrido e deu prosseguimento a sua vida com altivez. “Não sem deixar gravado na alma o tamanho da injustiça e da covardia recebida, relevei. Pelos meus filhos, relevei. Toquei a minha vida de fronte erguida em Alagoas, não apenas conseguindo renovar, por várias vezes, o meu mandato, mas tendo a alegria incomensurável de ver um filho sendo eleito para a Câmara Federal”, declarou o parlamentar.

Agora, Antonio Albuquerque disse ter tomado conhecimento de que uma nova trama estaria sendo urdida contra ele. “Mais uma canalhice inominável contra minha pessoa. Desta feita, para me acusarem de ter matado ou mandado matar bandidos que atentaram contra a vida do meu filho (Nivaldo Albuquerque). Quero deixar registrado que não matei”, garantiu Albuquerque. “Sou cidadão. Trago no meu coração o sentimento vivo da cidadania. Sou amigo dos meus amigos, sou leal e quero repetir: sou cidadão”, declarou Albuquerque.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *