segunda-feira, 18 de Janeiro de 2021

Notícias

In:

Prefeitura executa obras do Nova Maceió em vias da Bomba do Gonzaga

Por Assessoria
As obras do Revitaliza Maceió, gerenciadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), já estão em fase de finalização nas vias que fazem o contorno da Bomba do Gonzaga.

A conclusão dos serviços de esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação, não só irão melhorar o fluxo de veículos na localidade, como solucionarão intercorrências de buracos, lamas e problemas relacionados ao saneamento básico da região.

Desde dessa quinta-feira (02), os trechos das ruas Eduardo Pinheiro, Pedrosa, João Lins e Rotary, que fazem o contorno da Bomba do Gonzaga, estão bloqueados para a realização dos serviços. As ruas precisaram ser abertas para as ligações domiciliares da rede de esgoto e, após a implantação dos serviços de drenagem, os trechos da Bomba do Gonzaga serão pavimentados. O prazo para a conclusão é de 15 dias.

Vitor Albuquerque

Os serviços do Revitaliza Maceió integram o Programa Nova Maceió, pacote de ações que leva serviços de infraestrutura para toda a capital. “Nós reconhecemos que as obras estão causando alguns transtornos para a população no bairro, mas é preciso destacar que eles são temporários em busca de uma solução definitiva para situações muito mais complexas, especialmente a questão do saneamento básico”, afirma o coordenador do Revitaliza Maceió, Vitor Albuquerque.

“Ao final, essas obras levarão saúde para a população. Além do saneamento, há também que se destacar a implantação de redes de drenagem, que atenderá uma demanda importante dos moradores: os alagamentos, além da pavimentação”, acrescenta o coordenador.

Prefeitura fiscaliza e cobra agilidade nas obras

Levando em consideração a importância do contorno da Bomba do Gonzaga para o fluxo de veículos na região, a Prefeitura de Maceió cobrou da construtora executora dos serviços mais agilidade na conclusão das obras de saneamento básico e drenagem, para que haja o fechamento do asfalto na localidade.

Para isso, foi realizada uma reunião, no dia 29 de junho, quando foi alinhado, com a empresa e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), a melhor forma de executar as obras, evitando o máximo possível de transtorno à população. “A Prefeitura de Maceió está atenta às solicitações da população e, sabendo da importância das ruas que fazem parte do contorno da Bomba do Gonzaga, cobrou agilidade da empresa responsável para que todas as ruas da região fossem fechadas o mais rápido possível. Nos reunimos na segunda-feira e estamos realizando uma força-tarefa em busca de uma solução rápida e eficaz para a região”, explica o coordenador.

Ele acrescenta ainda que a Prefeitura de Maceió está fiscalizando todas as obras do Revitaliza Maceió e cobrando agilidade das construtoras responsáveis pela execução. O coordenador tranquiliza ainda a população de que todas as ruas abertas serão pavimentadas. “Para realizar os serviços de saneamento e drenagem é preciso fazer escavação, porque eles são executados embaixo da terra. Mas pedimos paciência, porque todas as ruas abertas serão fechadas”, disse.

O Revitaliza Maceió é um projeto financiado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e que tem por objetivo levar serviços de infraestrutura para a população: saneamento básico, drenagem e pavimentação. Centenas de ruas, ao final do projeto, serão contempladas pelos serviços.

Em Maceió, regiões importantes já estão recebendo as obras como a Santa Lúcia, o Tabuleiro do Martins, o Litoral Norte e o Clima Bom.  Na região do  Cidade Universitária , o projeto de licitação já está em fase final.

Todos os serviços estão sendo executados respeitando as normas de segurança em razão da pandemia de Covid-19, com os trabalhadores fazendo uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Nova Maceió

Lançado em agosto do ano passado pela Prefeitura de Maceió, com ações coordenadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), o Nova Maceió irá investir, aproximadamente, R$ 420 milhões em 400 ruas da capital.

Serão mais de 400 mil metros quadrados de pavimentação, mais de 40 mil metros de rede de drenagem pluvial e, aproximadamente, 100 mil metros de rede coletora de esgoto. Os recursos são oriundos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Banco do Brasil, Codevasf, Governo Federal e verba própria da Prefeitura de Maceió.
Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *