quinta-feira, 02 de julho de 2020

Notícias

In:

Luciano Barbosa deixa Educação para disputar a Prefeitura de Arapiraca

Por Roberto Gonçalves

Vice-governador entregou Oficio pedindo exoneração da Pasta Estadual da Educação ao governador Renan Filho e vai enfrentar Rogério Teófilo pelo comando da Prefeitura de Arapiraca 

Está decidido, o vice-governador Luciano Barbosa (MDB) deve entregou nesta segunda-feira (1o)  a carta anunciando sua renuncia da secretaria de Estado da Educação e vai enfrentar o prefeito Rogério Teófilo (PSDB)  pelo comando da Prefeitura de Arapiraca nas eleições de 06 de dezembro. Ainda esta semana o governador deve anunciar o novo nome para ocupar a pasta. Barbosa vai para a disputa pela Prefeitura da cidade mais importante do interior do Estado pela terceira vez.

Barbosa vai enfrentar o prefeito Rogério Teófilo (PSDB)que está motivado, recuperado dos problemas de saúde e vai para a reeleição. A disputa pela prefeitura da cidade mais importante do Estado será acirrada e bastante disputada entre dois titãs da política alagoana e arapiraquense. A diferença de votos para o vitorioso será pequena de acordo com avaliações de analistas políticos

Ambos possuem experiência política, liderança e excelentes currículos. Barbosa é natural de Palmeira dos Índios e tem toda uma vivência ligada na terra de Manoel André. É engenheiro civil e possui mestrado em Economia Universidade Columbia nos Estados Unidos. Foi ministro da integração Nacional no governo Fernando Henrique Cardoso, Foi eleito prefeito de Arapiraca em 2004 e reeleito em 2008.

Inicio da vida pública de Luciano Barbosa
Luciano Barbosa Iniciou sua vida pública como secretário municipal de Educação da Prefeitura de Arapiraca no governo Severino Leão (1993/1996), secretário municipal  de Finanças e de Saúde da Prefeitura de Arapiraca na administração da prefeita Célia Rocha (1997/2004), secretário estadual dos Transportes e Obras e de Administração do governo de Divaldo Suruagy (1995/97).
atuou ainda como coordenador do Programa de Desligamento Voluntário (PDV) no momento em que o Estado enfrentava uma séria crise financeira, com salários dos servidores atrasados, e secretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Justiça na gestão do senador Renan Calheiros, em 1999.
Foi ministro da Integração Nacional, de 05 de junho de 2002 a 01 de janeiro de 2003, Foi prefeito de Arapiraca, o segundo maior do estado de Alagoas, cargo para o qual foi eleito em 2004 e reeleito em 2008. Sua gestão foi marcada por importantes obras a exemplo do Anel Viário de Arapiraca, Construção do Vale do Perucaba e a construção do Planetário de Arapiraca.

Vida pública de Rogério Teófilo
Rogério Auto Teófilo, iniciou sua vida pública como secretário municipal de Administração na gestão do então prefeito Severino Leão. Em 1991, foi eleito pela primeira vez deputado estadual de Alagoas pelo PFL. Foi reeleito para o cargo duas vezes, em 1994 e 1998. Em 2002, foi eleito para deputado federal com 64.899 votos. Suas votações sempre foram expressivas e superiores a 40 mil votos.

Na Câmara dos Deputados se destacou na luta pela interiorização do ensino superior no interior de Alagoas. Consegui a implantação do Campus da Universidade Federal de Alagoas em Arapiraca e em outros municipios do Sertão do Estado. Essa sua batalha exitosa em favor de Alagoas foi tema de um livro editado em 2007 pela Câmara dos Deputados intitulado “Campus de Arapiraca Uniuversidade Federal de Alagoas do sonho à realidade!”. O livro foi prefaciado pela ex-reitora da Ufal, Ana Deyse Resende Dorea.

Em discurso na Câmara dos Deputados, na época, Rogério Teófilo ressaltou a importância da sua luta pela interiorização do ensino superior afirmando “Tenho certeza de que o estado de Alagoas com a interiorização da Universidade Federal vai alocar para o seu interior a capacidade e o saber necessários ao nosso Estado”.

Em 2012, já pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) concorreu a Prefeitura de Arapiraca onde conquistou 40.363 votos, porém foi derrotado para Célia Rocha (PTB). Em 2016, concorreu novamente ao cargo, onde venceu Ricardo Nezinho (MDB) que contava com o apoio do governo do Estado e da máquina municipal  por uma diferença de 259 votos.

O grupo político de Rogério Teófilo para a reeleiçao 
Rogério Teófilo conta atualmente  com o apoio de 08 dos 17 vereadores, uma base política sólida. Luciano Barbosa conta com o apoio de três vereadores, Rogério Nezinho, Léo Saturnino e Fábio Henrique todos do (MDB) Teófilo conta com o apoio do senador Rodrigo Cunha e do deputado estadual Tarcizo Freire (PP).

Luciano Barbosa conta com o apoio do governador Renan Filho  do senador Renan Calheiros e do deputado estadual Ricardo Nezinho que deve manter sua fidelidade a Luciano Barbosa, mesmo abrindo mão da condição e oportunidade de ir para a disputa mais uma vez pela Prefeitura de Arapiraca.

Outros pré-candidatos
Os demais pré-candidatos a Prefeitura de Arapiraca são; a vereadora Gilvânia Barros, ex (MDB) atualmente (Solidariedade) está na quarta legislatura na Câmara Municipal de Arapiraca e sempre foi aliada de Célia Rocha, Luciano Barbosa e Rogério Teófilo. Este ano, decidiu alçar um voo mais alto anunciando sua pré-candidatura a prefeita.

Em Arapiraca não conta com o apoio de nenhum dos vereadores. Seu grupo político tem forte liderança pelos laços familiares na cidade de Girau do Ponciano sua terra natal e “dinastia” política e econômica da família Barros há várias décadas.

Outro pré-candidato a Prefeito de Arapiraca é Lindomar Fereira (Psol) que já concorreu a Prefeitura  em 2012 e ficou na quarta colocação. Os demais pré-candidatos são os advogados Claudio Canuto que é natural de Palmeira dos Índios e Hector Martins ex-presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil – (OAB) Arapiraca.
Ambos são “marinheiros de primeira viagem” tem muita estrada a percorrer no cenário politico alagoano e arapiraquense. Em meio a essa terrível pandemia do Coronavírus, os dois novos políticos aparecem nas mídias sociais meio que timidamente. Como pré-candidatos a prefeito parecem que estão sem compasso, sem rumo no cenário político da terra de Manoel André.

Barbosa alegou problemas pessoais

O ofício foi encaminhado, na tarde desta segunda-feira (1), para o Gabinete Civil do Governador Renan Filho.

Barbosa alegou problemas pessoais. “Senhor Governador, Venho, respeitosamente, por meio desta e por motivos pessoais, solicitar exoneração do cargo de Secretário de Educação do Estado de Alagoas, a partir de 02 de junho de 2020. Agradeço a Vossa Excelência a confiança e o apoio que tive durante todo esse tempo em que estive à frente de tão honroso cargo. Estarei sempre à sua disposição, ao seu lado e sob seu comando, como Vice Governador do Estado de Alagoas”, diz o documento.

O ofício de Solicitação de Dispensa de Cargo em Comissão foi encaminhado às 16h39 da tarde desta segunda-feira, e ainda não houve resposta do Governador de Alagoas, Renan Filho.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com