quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

Notícias

In:

Com gol contra, Cruzeiro supera Villa Nova e vence segunda no Mineiro

O Cruzeiro conquistou sua segunda vitória no Campeonato Mineiro. Nesta terça-feira, na abertura da terceira rodada, o time do técnico Adilson Batista melhorou no segundo tempo e derrotou o Villa Nova por 1 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte. O único gol da partida foi contra, anotado por Wellington.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos seis pontos em dois jogos – não atuou na segunda rodada, sábado, porque o confronto com o Tombense foi adiado por causa das chuvas que assolam Minas Gerais – e ocupa o segundo lugar, atrás apenas do rival Atlético-MG. O Villa Nova, que também teve adiado o jogo com o América-MG, ainda não somou ponto na competição.

A formação inicial do Cruzeiro foi praticamente a mesma da estreia contra o Boa Esporte. A única mudança entre os titulares foi Judivan na vaga de Thiago, que sofreu uma lesão na coxa esquerda. A manutenção da equipe que venceu por 2 a 0, no entanto, não representou um bom futebol.

O primeiro tempo foi muito ruim e ficou marcado por entradas com força excessiva. Não à toa, Roniery, do Villa Nova, deixou o jogo aos 35 minutos após sofrer uma falta dura de Rafael Santos. Foram quatro cartões amarelos aplicados pelo árbitro Felipe Fernandes de Lima nos primeiros 45 minutos.

Em relação aos lances de gol, apenas uma chance para cada lado. Bruno Smith quase marcou para o Villa ao arriscar de fora da área, aos 10 minutos. A bola desviou em Rafael Santos, tirou o goleiro Fábio da jogada, mas foi para fora. A resposta do Cruzeiro aconteceu dois minutos depois, com Maurício, que quase fez de cabeça.

Apesar do futebol pouco interessante, o Cruzeiro, aos menos, se destacou por uma ação. Os jogadores atuam na etapa inicial com os uniformes sujos de lama, que foi retirada em uma das cidades atingidas pelas fortes chuvas em Minas Gerais. O clube buscou chamar a atenção para o problema de enchentes vivido por milhares de pessoas nas mais diversas localidades do estado.

O Cruzeiro melhorou um pouco no segundo tempo. A equipe de Adilson conseguia chegar até com facilidade na área do Villa Nova. Maurício era o jogador mais lúcido, se movimentando bastante e aparecendo para finalizar. Tanto que quase abriu o placar aos 27 minutos, ao desviar de cabeça um cruzamento de Rafael Santos. Ricardo Villar fez ótima defesa.

A insistência do Cruzeiro na etapa final se transformou em gol aos 37 minutos. Mas foi necessária uma ajuda do adversário. Marco Antônio, que havia entrado no lugar de Adriano, cruzou na área e o volante Wellington desviou de cabeça e marcou contra.

Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com