sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020

Notícias

In:

Alerta aos jovens

Por Oduvaldo Persiano

Este comentário retrata uma atualidade cruel e preocupante. Introduzindo pequenas modificações para dar mais solidez ao artigo, lembro uma carta de um filho ao Pai. Emocionante e atualizada. Meu Pai:

“ Acho que neste mundo ninguém procurou descrever  seu próprio Cemitério. Não sei como meu Pai vai receber este relato, mas preciso de todas as forças enquanto é tempo. Sinto muito meu pai e entendo que  este diálogo é o último que tenho com o Senhor. Sinto muito mesmo… Sabe pai, está em tempo de o Senhor saber a verdade de que nunca desconfiou. Vou ser muito claro e objetivo: O Tóxico me matou. Travei conhecimento com meu assassino  aos 15 anos de idade. É horrível, não, Pai ?  Sabe como conheci esta desgraça? Por intermédio de um cidadão elegantemente vestido, bem falante e que me apresentou a DROGA. Tentei recusar, mas o Cara mexeu com os meus brios, dizendo que eu não era um homem, não é, Pai ? Fui iludido e ingressei no mundo do vício.

No começo, foi o devaneio, depois as torturas, a escuridão. Não fazia nada sem que o Tóxico estivesse presente. Em seguida, veio a falta de Ar, o medo, as alucinações. E, logo após a euforia do pico, novamente me sentia  mais gente do que as outras pessoas, gerando uma infernal alegria ao Maldito  Tóxico, meu amigo inseparável naquele momento. Eu sorria, sorria mesmo, meu bondoso Pai !… Veja, meu querido: A gente quando se inicia neste terrível vício , sem retorno, acha tudo ridículo e engraçado. Até Deus eu achava Cômico. Hoje, num leito de Hospital, reconheço que Deus é mais importante que tudo no mundo. Sem a sua ajuda, não estaria escrevendo esta derradeira Carta a Você, meu grande Pai.

Triste informar que só estou com 19 anos e sem a menor chance de sobreviver a este Mal   que me destruiu, roubando a minha juventude e  as minhas esperanças futuras. É muito tarde para mim, sem condições de reconstruir minha vida. Contudo, ao Senhor, faço o último pedido, fácil de ser atendido: Mostre este relato a todos os jovens de seu conhecimento e procure dar-lhe ampla divulgação. Distribua nas Escolas, Cursinhos e Faculdades , normalmente  frequentados por jovens. Nestes lugares quase sempre surge um homem do perfil acima descrito. Fujam deste Monstro e, para evitar que muitos tenham o mesmo trágico fim de um filho , que não soube escutar os conselhos paternos e nem seguir a sua correta orientação . Denunciem às autoridades e/ou aos dirigentes destas Entidades, para que providências enérgicas  e urgentes sejam adotadas, salvando vidas preciosas.

Por favor, faça isso meu estimado Pai, pois assim agindo, o Senhor estará prestando um inestimável serviço à sociedade. A juventude, nem sempre assistida com segurança , inocentemente está sendo conduzida para o lodaçal, embevecida pelos anúncios e atrações fatais. Cumpra, meu pai, antes que seja tarde demais. Perdoe-me, pai… por fazê-lo padecer pelas minhas loucuras. Já sofri demais. Adeus meu Pai. “  Algum tempo depois, o jovem faleceu. MINHA ADVERTÊNCIA:  Cuidemos bem de nossa juventude, pois não a  queremos envolvida em drogas, porém sendo  uma geração de homens e mulheres sadios, praticando o BEM , amante da paz, da verdade e da justiça. Eis aqui o futuro de  nossa Pátria.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com