quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Notícias

In:

Golpe do FGTS inativo pode ter sido aplicado em Alagoas

Por Redação com G1 Alagoas

Um golpe nos saques de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), descoberto no Rio de Janeiro, pode ter sido aplicado em Alagoas. Segundo a Polícia Federal, criminosos montavam sites falsos da Caixa Econômica Federal e enviavam e-mails ou avisos em redes sociais, conseguindo informações importantes das vítimas.

Após muita espera para sacar o FGTS inativo, o soldador Michel de Cerqueira da Paz conta que o valor de R$ 580, que chegaria em boa hora, não estava na conta. “Fui informado que já havia sacado o valor que tinha na conta”, disse.
No extrato tirado na agência bancária, foi constatado que o valor foi sacado um dia antes em Minas Gerais.

“Foi sem cartão, mas com a minha senha do Cartão Cidadão. Não sei como eles conseguiram. A moça que me atendeu disse que eu já seria o sexto caso. Não sei se na agência ou no estado de Alagoas”, relatou Michel.

A PF prendeu, no sábado (8), 17 suspeitos de aplicar o golpe no Rio de Janeiro. Pelos cálculos da Polícia, o rombo nas agências da Caixa Econômica Federal pode chegar a R$ 8 milhões durante a liberação do último lote. Até o momento, nenhuma denúncia foi feita oficialmente em Alagoas.

O delegado da Polícia Federal, André Silvestre, orienta que quem for vítima do golpe procure a agência bancária e faça a denúncia na PF.

“Nós recomendamos que essas pessoas, uma vez identificada essa fraude, levantem junto ao seu banco a origem do saque, confirme que realmente aconteceu um saque fraudulento e prontamente poderá ser atendida pela PF, que vai iniciar desde então as investigações”, explicou Silvestre.
Caixa Econômica Federal

A assessoria da Caixa Econômica Federal disse não ter conhecimento de nenhum caso em Alagoas, apenas informou que o trabalhador que se sentir prejudicado deve procurar uma agência para fazer a contestação do saque, para que o banco possa verificar a situação.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *