quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias

In:

Oscar vê “decisão” contra o México e mostra confiança

Por PC

rs11252_14_06_73-lpr-820Os dois primeiros dias de Copa do Mundo terminaram, todos os jogos dos grupos A e B foram realizados, e a Seleção Brasileira começou a antecipar o que precisa fazer para chegar às oitavas de final – e que equipe poderá enfrentar. O dono da camisa 11, Oscar, que teve atuação de destaque na estreia diante da Croácia (vitória por 3 a 1), classifica a partida contra o México na próxima terça-feira (17.06) como decisiva.
Oscar deu sua primeira entrevista coletiva na concentração da Seleção Brasileira, na Granja Comary (Teresópolis), após assistir a vitória do México por 1 a 0 sobre Camarões pelo Grupo A e o surpreendente massacre de 5 a 1 da Holanda sobre a campeã mundial Espanha no B – os classificados das duas chaves se enfrentam nas oitavas. “Todo jogo para a gente agora é uma decisão. No próximo acho que já vamos decidir quem classifica em primeiro lugar. Então é final para a gente”, disse o autor de um gol na estreia contra a Croácia.
O meia estava em campo tanto na derrota (2 x 1) da final das Olimpíadas de Londres contra os mexicanos, há dois anos, quanto na vitória por 2 x 0 na Copa das Confederações do ano passado. O técnico dos adversários mudou e Oscar conta quais são os maiores temores do Brasil para o jogo de Fortaleza. “O México tem boa saída de bola e contra-ataque muito rápido, pudemos ver isso contra Camarões. É uma equipe que sempre causa dificuldades para a Seleção Brasileira”, afirmou Oscar.
Vencer o México e encaminhas a classificação para as oitavas de final em primeiro lugar tornou-se importantíssimo depois da estreia avassaladora da Holanda. Oscar acredita que pode não ser uma boa ideia enfrentar a equipe de Van Persie, Robben e companhia logo na primeira partida eliminatória da Copa. Por outro lado, espera para ver como a Espanha vai reagir ao baque inicial.
“Assisti o jogo. Futebol é assim, a Espanha teve chance de matar o jogo e não matou. A Holanda é uma grande seleção, podia ter vencido até por mais. Mas a Espanha é uma grande equipe ainda e pode se classificar normalmente. Essa goleada pode ser que sirva para fortalecê-la. Precisamos respeitar a campeã mundial”, explicou o jogador brasileiro.

Confiança
Durante a preparação para a Copa do Mundo, a imprensa chegou a cogitar que Oscar poderia perder a vaga de titular no time de Luiz Felipe Scolari para Willian. O camisa 11 vinha se recuperando de uma temporada desgastante, jogando pouco, enquanto o companheiro subia de produção. O que se viu na estreia foi uma atuação exuberante que garantiu sua permanência no time e uns pontos a mais de confiança.
“O Felipão confia em mim não é de agora., faz tempo. A confiança foi comprovada dentro de campo. Comigo ele sempre mostrou tranquilidade, sempre confiou ao máximo”, contou Oscar.
O meia também procura manter os pés no chão. Pondera que basta uma atuação ruim contra o México para a desconfiança reaparecer e sua vaga no time voltar a ser contestada. “Não só o William, mas o Ramires estava jogando e treinando muito bem, o Hernanes também. Não tem titulares e reservas aqui. Se eu jogar mal o próximo jogo, todo mundo vai começar a falar de novo.”
O remédio é jogar bola, se doar em campo, o que Oscar mostrou contra a Croácia que tem totais condições de fazer. “Gosto de jogar pro time, no meio, na ponta, onde for. Isso não é de hoje, já faz tempo. Na Copa das Confederações fui o cara que mais roubou bola. Comecei bem a Copa também, espero melhorar cada vez mais. A gente ainda tem coisa pra corrigir. Aqui tem que dar o melhor e tentar ajudar ao máximo sempre.”

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *