quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Blogs

Vistas

Caso algum ministro do Supremo Tribunal Federal peça vista no julgamento do habeas corpus que será realizado no dia 4 de abril, a liminar concedida na quinta-feira 22 ao ex-presidente, que tem o efeito de suspender sua prisão até que o caso volte a ser julgado, seria mantida até que o julgamento fosse concluído na Corte.

Um pedido de vista seria uma forma de mostrar à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, a importância de se pautar a segunda instância antes do caso de Lula

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com