sábado, 17 de novembro de 2018

Blogs

A tocha em Alagoas

13233089_1182236031809850_173757185587290614_n

O percurso da tocha olímpica em Alagoas ressalta um fato muito importante e que se reflete nas ações do Governo do Estado – o sertão do estado é sempre esquecido.

A tocha passará por Murici, reduto eleitoral do governador Renan Filho, e por Arapiraca, reduto do vice-governador Luciano Barbosa. O que é muito normal – os redutos sempre são favorecidos, em geral com bobagens como essa.

Mas mesmo essa bobagem, que reflete onde está o foco do governo, fica perguntas como: Por que nenhuma cidade do sertão foi contemplada? Por que duas cidades tão próximas, Arapiraca e São Sebastião, terão a passagem da tocha olímpica quando o norte e o sertão do estado ficaram sem visibilidade?

Não é estranho que Palmeira dos Índios, 38 km de Arapiraca, não receba a tocha – Palmeira dos Índios não tem capacidade nem para atender os próprios cidadãos nas mais básicas necessidades quanto mais de receber a tocha olímpica e todo o cortejo de curiosos que a acompanha.

A passagem da tocha é um evento efêmero e sem importância. Já não se pode dizer  o mesmo da falta de recurso e do abandono administrativo que as cidades alagoanas, que não são redutos de políticos, no atual governo, sofrem.

Como sempre e para um futuro indefinido, o sertão segue em abandono. O norte do estado segue sem existência notada e o baixo São Francisco parece nem fazer parte de Alagoas.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com