sábado, 22 de setembro de 2018

Blogs

Terceirizando a negligência

Não é a primeira vez, nem segunda, tampouco terceira que casos de negligência acontecem na unidade de atendimento denominada UPA, em Palmeira dos Índios. Já houve registro comprovado de ocorrência de óbito em decorrência do precário e irresponsável atendimento à população do município (caso narrado pelo odontólogo palmeirense Antônio Laurentino Belo de Almeida que teve um membro de sua família morto e culpa o atendimento inadequado na unidade de saúde). O prefeito do município, Júlio Cezar, nunca teve uma ação efetiva com relação a administração terceirizada do setor, se limitando a cada caso emitir uma nota pífia e que nada esclarece diante da população com assistência ameaçando suas vidas. O que há de estranho nessa “parceria” que mesmo com motivos óbvios não se desfaz o contrato?

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com