domingo, 21 de Abril de 2019

Blogs

A reutilização de RCC- Resíduos da construção civil

Fonte: www.google.com/search

Uma necessidade do cotidiano das cidades é a realização por parte dos proprietários de edificações em reformas, ampliações e construções para atenderem suas necessidades, porém os chamados Resíduos da Construção Civil (RCC) ou popularmente chamados de “metralhas” são gerados em consequência de obras mal planejadas ou mal conduzidas.

Os Resíduos da Construção Civil (RCC ou RCD) são geralmente compostos por restos de tijolos, materiais cimentícios, areia, metal, pvc e gesso; e podem chegar até a somar mais que 30% de todo o material utilizado em obras.

Apesar da crescente preocupação com o meio ambiente e sustentabilidade, a construção civil ainda é um dos setores que mais consome recursos naturais e gera resíduos nas cidades. Em 2012, o Brasil coletou mais de 35 milhões de toneladas de resíduos da construção, que representa cerca de 55% do total de resíduos sólidos urbanos (Nagalli, 2014).

Para Miranda, Ângulo e Careli (2009), existe uma necessidade crescente da reciclagem e ou reutilização para diminuir o volume de resíduos lançados diretamente no ambiente.

Existe uma necessidade de implantação de alternativas para a reciclagem dos resíduos da construção civil, de modo a evitar a degradação ambiental. Neste contexto, procuram-se alternativas para aplicação dos materiais provenientes de sua reciclagem. O reuso do RCC reduz o despejo final inadequado, contribui para a diminuição da contaminação do solo e lençol freático e inibe a proliferação de doenças transmitidas por vetores.

Uma série de pesquisas tem sido desenvolvidas por alunos  do IFAL campus Palmeira dos Índios sob a orientação de  professores do curso de engenheiro civil e desenvolvidos por alunos e ex-alunos pesquisadores no sentido de reutilizar o RCC transformando-o em produtos como: Piso Intertravado em concreto, placas 3D para decoração, meio-fio, estacas de cerca, piso com resíduos de borracha, tijolos ecológicos etc.  que podem ser fabricados através dos resíduos gerados por construções e demolições.

Piso intertravado produzido em laboratório

Fonte: Pessoal

 

Cabe aos empresários buscarem convênios junto as instituições de ensino como IFAL, UFAL, CESMAC entre outras para aproveitamento destas pesquisas e contribuírem com o meio ambiente e com a sociedade através de produtos sustentáveis.

 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com