quarta-feira, 19 de junho de 2019

Blogs

O Beija-Flor que me encantou com seu pouso suave durante a Trilha da Serra do Goiti/AL

Fiz essa imagem durante uma pausa para descanso na bica do Alcides.

O beija-flor, também conhecido como colibri, cuitelo, chupa-flor, pica-flor, chupa-mel, binga, guanambi, guinumbi, guainumbi e guanumbi. Essa ave é composta por 108 gêneros e 322 espécies conhecidas. Entre as características distintivas do grupo contam-se o bico alongado, a alimentação à base de néctar, oito pares de costelas, catorze a quinze vértebras cervicais, plumagem iridescente e uma língua extensível e bifurcada.

Enquanto caminhava por uma trilha organizada pela TTI, subindo as serras que margeiam o Cristo do Goiti, pude fazer essa imagem. Para chegar a esse local, levamos mais de 1 hora de trilha com muita adrenalina. Nesse ponta marca-se uma altura acima dos 600 metros acima do nível do mar.

Após subir a serra do Cristo do Goiti, um dos pontos turísticos da terra do Amor, encontramos cercados com vegetação rasteira que serve para cria de gado de corte ou para produção leiteira.

Os vales são geralmente formados pela atividade fluvial, onde a ação da água corrente causa a erosão do terreno. No entanto, os vales podem ser formados por outros processos geológicos. A região serrana de Palmeira é formada por muitas serras e vales como esse da foto acima.

Por um ângulo diferente fiz essa imagem do Cristo do Goiti. Ver a cidade logo abaixo e a vista panorâmica de uma cordilheira maravilhosa, é uma grande experiência em pleno domingo.

A cada click tenho conseguido fazer imagens inesquecíveis como essa. Enquanto caminhava com uma turma inesquecível (mais de 30 pessoas), ouvia histórias, resenhas, mas não perdi o foco dos registros fotográficos.

O cajueiro é uma planta da família Anacardiaceae originária da região nordeste do Brasil, com arquitetura de copa tortuosa e de diferentes portes. Na natureza existem dois tipos: o comum (ou gigante) e o anão. O tipo comum pode atingir entre 5 e 12 metros de altura, mas em condições muito propícias pode chegar a 20 metros. O tipo anão possui altura média de 4 metros.

Céu parcialmente nublado, temperatura variando entre 25 a 32 graus, vento moderado e uma vegetação de caatinga e um cheiro de mato verde. Todas essas sensações somente pode sentir quem se aventurar pela região serrana de Palmeira.

A cidade de Palmeira fica numa transição do agreste para o sertão.  Do lado da serra do Muro direito o município está no agreste e do lado da serra do Goiti, está localizado o sertão. Essa imagem fiz do alto do Cuscuz, entre galhos de árvore nativa que é fácil localizar na mata atlântica.

Árvores frondosas, clima de litoral, muitas fruteiras e ouvir os cantos dos pássaros é uma experiência sensacional. Somente os trilheiros amantes da natureza pode passar por isso.

A planta daninha nada mais é do que uma planta que está no momento e no local inadequado, sob o ponto de vista do homem. Especialistas dizem que ela concorre com a plantação em água, nutrientes, luz, oxigênio e CO2. Veja que esse florido não é da mangueira, dependendo do interesse vale todo esforço para eliminar plantas intrusas que possam estar roubando nutrientes e atrapalhando alguma plantação.

Mata fechada. Cheiro de terra molhada. Cheiro de mato verde. Ouvir a cantiga da cigarra. Ver pássaros sobrevoando você. São experiências que somente os loucos e apaixonados pela natureza pode vivenciar. Essa foi minha experiência com a equipe da TTI.

Podem até achar bobeira, besteira, sem sentido, mas uma imagem como essa você não vai encontrar por aí. Além da experiência como trilheiro, pude fazer essa imagem com um ângulo diferenciado. A ideia? Minha. O entusiasmo? Meu.

Se prestar atenção, as imagens não são iguais. Há algo diferente em cada imagem. O foco sempre foi o mesmo, ter o Cristo do Goiti como ponto central do ângulo. Eu gostei, espero que você também tenha gostado. Essa é uma beleza turística que muita gente só ver de frente.

 

A HISTÓRIA

Conta-se que o projeto do Cristo do Goiti nasceu em um clube de liderança chamado “Câmara Júnior Palmeira dos Índios” (cajup), sob a presidência do doutor Geraldo Ribeiro.

A OBRA

A obra iniciou em 1976 e foi inaugurada em 1979 com a presença do governador do estado Divaldo Suruagy. Na época o prefeito chamava-se Jota Duarte além de outras autoridades da região.

A majestosa estátua está localizada no alto da serra Goiti que está acima de seus 570 metros de altitude. Há 43 anos tornou-se o principal cartão postal da cidade de Palmeira dos Índios, que fica na transição de agreste e sertão do estado de Alagoas.

SURGIMENTO DO NOME

O nome escolhido de  “Cristo do Goiti” foi idealizado através de uma conversa de Geraldo Ribeiro e  Luiz Byron Torres., devido o fato da localização do Cristo ser no alto da serra, onde existiam muitos goitizeiros ou oitizeiros.

Para posteridade mandei alguém me fotografar. Assim, comprova-se que percorremos uma trilha ecologicamente correta com sustentabilidade.

O projeto de construção contou com o apoio da sociedade de Palmeira dos Índios, que ajudaram e acompanharam a realização da obra de perto até a sua inauguração.

ATÉ A PRÓXIMA POSTAGEM…

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com