sábado, 22 de setembro de 2018

Blogs

Lixo é coisa séria

A prisão do secretário do Controle Urbano de Palmeira dos Índios Marcos Parreco (logo após solto, sob fiança) por ser flagrado descartando lixo pela prefeitura em lugar proibido serve de alerta a todos aqueles que assinaram o TACcom Ministério Público para acabar com os famigerados lixões. Depósito de doenças e outros males à população, os nocivos lixões tem que ser expurgados na sua totalidade em Alagoas. Na cidade xucurú é comum se vê em alguns bairros pequenos amontoados de lixo, alguns por inércia da coleta pública, outros por culpa do cidadão que sem educação joga nas ruas à esmo. Penalidade semelhante deveria ser aplicada a esses porcalhões municipais travestidos de cidadãos. Ou no mínimo, uma severa multa para doer no órgão mais sensível deles, que é o bolso!

Reprimenda

O prefeito de Palmeira dos Índios Júlio Cezar determinou abertura de sindicância para apurar a responsabilidade de servidores da Secretaria de Serviços Públicos e Convívio Urbano (SPCU) que foram flagrados depositando lixo em área totalmente inapropriada para o descarte de materiais. Em nota pública, o prefeito reafirma que o Governo Municipal não permitirá o descumprimento do TAC, assinado entre o município,IMA, Semarh e o Ministério Público deAlagoas, por nenhum auxiliar ou colaborador. A Procuradoria e Controladoria do município e Semarhpi já foram autorizadas a adotar as medidas legais para apurar o episódio. “Peço desculpas publicamente, pelo grave erro, à população, aos órgãos de controle e fiscalização ambiental, e garanto rigor na apuração dos eventuais responsáveis, bem como plena colabora- ção para os esclarecimentos legais deste fato”, disse o prefeito Júlio Cezar.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com