sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Blogs

Ignorância pega…até nas residências universitárias

Dividimos o tempo, de forma voluntária ou forçosa, com pessoas que, na maioria das vezes, em nada contribui para o crescimento pessoal, nosso e deles próprios. Indivíduos que têm em si a única e exclusiva mancha das telenovelas como índice cultural e que a maior fonte de notícias, locais e mundiais, ainda é a pauta dos telejornais – pois ou não tem destreza para ler um jornal impresso, ou eletrônico, ou a preguiça é generalizada.
Conheço pessoas assim. E com o agravante de que são incapazes de pensar por si, ou quando o fazem, a força da opinião se desfaz ao mínimo ato de contestação. A bem da verdade, esses ícones da “sabedoria” não são maioria – graças a Deus –, porém, estão espalhados em todos os lugares, até na Universidade e em suas residências universitárias.
Conhecimento só não basta. É preciso que as pessoas criem o hábito efetivo da leitura e da escrita; de fazer opinião – ainda que errônea ou pobre de argumentos; de estar e ser um indivíduo pensante de fato, e não apenas de direito. É preciso e urgente que deixem de imbecilidade prática e passem a ser idiotas só no nome.
O tempo! Esse mesmo tempo que gastamos, mesmo quando não queremos, é irreversível e pode sair caro – ignorância é contagiosa.
A última esperança, que nas residências universitárias só residissem aqueles com +1 de google ao menos, foi ralo abaixo quando nem um computador é sabiamente utilizado.
Mais em: http://rafaelarielrodrigo.blogspot.com.br/
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com