terça-feira, 23 de julho de 2019

Blogs

Entrevista com Roberto Dalmo

Roberto Dalmo

Roberto Dalmo

A entrevista de hoje é com o educador, poeta e escritor Roberto Dalmo Varallo Lima de Oliveira. Nesta semana, a temática é a interdisciplinaridade entre educação e arte, no contexto social do indivíduo. Dalmo, carioca de Niterói, licenciado em Química pela Universidade Federal Fluminense e Mestrando em Educação em Ciências pelo CEFET – RJ, fala sobre sua experiência nesse contexto, sobre suas obras e evidencia a capacidade humana de inovar e fazer mais e melhor.

 

 

Rafael Rodrigo: O que é educação, para você?

 

Roberto Dalmo: É preciso ter calma e cuidado nessa hora… Educação, para mim, é um processo amplo que visa à nossa transformação em seres humanos sociáveis, ou seja, capazes de interagir com outros seres humanos.  É bacana entender isso como um processo que não ocorre apenas na escola, mas a escola é um dos caminhos.

 

R.R.: Como a arte e a educação se encaixam nas escolas públicas, onde as dificuldades no processo ensino-aprendizagem são tão evidentes – isso sem considerar as dificuldades físicas?

 

Dalmo: Entendendo um pouco dessa visão de Educação como um processo que irá transformar os seres humanos em seres sociáveis, capazes de interagir  com outros seres humanos, temos que a escola (de forma geral) busca dar mais valor a uma gama de conhecimentos do que a outros… Em geral, esses conhecimentos que são valorizados, foram produzidos por pessoas que estão muito distantes daquele universo. Um exemplo. Um garoto na favela tem acesso ao Funk, mas tem pouco acesso a um Van Gogh… só que em geral a escola desmerece o funk, coloca-o como uma subcultura, mas enaltece um Van Gogh. Por que não criamos um espaço que valorize os dois? A busca é essa… romper com uma hierarquia de conhecimentos, mas buscar espaços de diálogos entre os conhecimentos.

 

R.R.: Como você resolveu misturar arte, educação e reflexão em seu cotidiano?

 

Dalmo: Isso faz parte da minha História de vida, da história de Vida da Professora Glória Queiroz, e do cruzamento das histórias de vida quando ela tornou-se minha orientadora.

 

R.R.: Sua atuação incluiu práticas CTS-Arte, como isso tem melhorado seu papel na formação de outras pessoas e em sua própria formação?

 

Dalmo: O CTS-ARTE é um dos meios possíveis de trabalhar com a diversidade cultural em sala de aula… um dos meios possíveis de empoderar sujeitos e grupos que foram excluídos historicamente, então trabalhar com isso se mostrou um caminho que está me dando muitas felicidades… tanto na aprendizagem dos alunos quando na formação dos professores quanto na minha formação… mais do que isso eu contarei o livro.

 

R.R.: É de sua autoria ANTOLOGIA POÉTICA DE UM SEGUNDO DE INSPIRAÇÃO, livro de poemas. Como foi produzi-lo?

 

Dalmo: Foi o ato de descobrir-me como poeta… e perceber que a poesia é mais do que escrever com algumas palavras bonitas (como aprendemos no colégio), é enxergar o mundo com um ângulo diferenciado e tentar colocar em palavras.

 

R.R.: E seu próximo trabalho literário, sozinho, está perto?

 

Dalmo: Tenho dois livros não publicados, mas já escritos e registrado… na hora certa sairá.

 

R.R.: Junto com Gloria Regina Pessôa C. Queiroz, você assina o livro EDUCAÇÃO EM CIÊNCIA E DIREITOS HUMANOS: REFLEXÃO/AÇÃO EM/PARA UMA SOCIEDADE PLURAL. A partir dessa obra, você deixa de ser poeta e passa a ser apenas o Roberto-Dalmo-ligado-aos-direitos-humanos?

 

Dalmo: Não acredito que são coisas excludentes… muito pelo contrário. A nossa defesa é da utilização da arte como instrumento para conhecer e compreender a cultura do outro. Certamente meu trabalho com direitos humanos irá refletir em minha arte, com isso, o conteúdo do que eu escrever e pintar será reflexo de uma visão mais crítica e humana de sociedade do que era antes.

 

R.R.: O que mais o marcou nesse último trabalho?

 

Dalmo: Esse último trabalho foi visceral, o que mais marcou foi a fidelidade ao que eu estava vivendo no momento da escrita

 

R.R.: Como vê a educação brasileira, a partir de sua visão científico-artística?

 

Dalmo: Vejo de forma muito esperançosa. A educação é parte de um jogo entre inovação e conservadorismo, as coisas mudam, mas não tanto… é preciso paciência, dedicação e persistência. Mesmo com as demoras eu vejo muita esperança.

 

R.R.: Quais seriam suas sugestões para uma educação eficiente e acessível a todos, de fato?

 

Dalmo: Para ser acessível a todos é necessário que se respeite a diversidade cultural dos indivíduos e grupos sociais.

 

R.R.: O que você diz para os futuros profissionais, que acreditam que arte, educação e ciência não conversam? E para os professores desestimulados com o cotidiano escolar?

 

Dalmo: Aos que acreditam que Arte, Educação e Ciência não conversam, eu indico o livro “Educação em Ciências e Direitos Humanos” (risos) não vou dizer que é a solução de nada, mas vai mostrar que esses elementos conversam.

 

Quem está desestimulado deve se questionar “o que me desestimula”? Se for o salário, o plano de carreira, falta de possibilidades de trabalho… bora pra rua lutar!

 

Se for “o comportamento dos estudantes” eu conto um caso … no começo do ano fui a uma formação de professores e lá percebi que poucos eram os que conseguiam assistir calados a uma palestra, poucos eram os que conseguiam ficar na fila para comer. Por coincidência uns dos professores que tinham essas atitudes eram os mesmos que ficavam reclamando da falta de atenção dos alunos, falta de respeito com suas aulas e da falta de “modos” de uma forma geral.  Então proponho uma reflexão dos próprios valores. Você faz tudo aquilo que cobra em seu aluno? Quando um local que você vai está chato, você fica inquieto? Vai por ai… é rever os valores.

 

 

 

 

Siglas utilizadas –  CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade) – Arte.

                            CEFET -RJ – Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro

 

Mais em: http://rafaelarielrodrigo.blogspot.com.br

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com