sábado, 21 de setembro de 2019

Blogs

Embate lá e cá

O embate entre a Câmara de Vereadores e o prefeito Júlio Cezar, “O Imperador”, ganhou destaque na última sessão da casa legislativa. Os vereadores, pelo visto, vão demonstrando grande insatisfação com o Executivo local. Os edis reclamam que “O Imperador” não atende muitas solicitações que são enviadas à Prefeitura. De fato, JC sabe como é ser vereador e, no entanto, também entende que os edis precisa muito da gestão municipal. Portanto, com a maioria da Câmara nas mãos e aliados de vereadores em cargo em comissão, fato é que o prefeito deita e rola para não atender os pedidos “toma lá dá cá” da vereança palmeirense.
Leva e traz 
A vereadora Adelaide França indagou em plenário o que ela e seu colegas estariam fazendo na Câmara de Vereadores. Sem ter indicações respondida pelo Poder Executivo, incluindo, os secretários que não atendem solicitações dos edis, França foi enfática ao perguntar qual o trabalho do legislativo municipal. Na outra ponta, Fábio Targino respondeu: “batendo, leva e traz”. Que coisa! 
Sem retorno 
O presidente da Câmara, vereador Agenor Leôncio (PSB), foi claro ao afirmar que a culpa de não serem atendidos pelas Secretarias municipais é dos colegas. Leôncio foi mais crítico ressaltando que o prefeito “Imperador” não atende os vereadores e os mesmos ficam de olhos fechados, enquanto o gestor não está nem aí para Câmara Municipal. “É preciso que o prefeito cumpra o seu papel”, disse o presidente. Sem retorno por parte de JC, os nobres representantes do povo deverão partir para o ‘ataque’. Será? 

Insatisfeito

No tom de aparte mais elevado, o presidente Agenor não parou de tecer críticas ao prefeito “Imperador”. Leôncio reforçou que a Câmara de Vereadores precisa ser repeitada pelo gestor que, ao que foi citado, não está nem aí. “Ele pode brincar com a turma dele lá. Mas, nesta casa, eu pedira a todos vocês, que nos apoiassem, gente. Não podemos deixar que esse tipo de coisa venha acontecendo. Não tem respeito com a gente. não vou ceitar desafora! , falou Agenor. 
Defesa de JC 
O “Imperador” pode dizer que tem um vereadora que sai em defesa dele na Câmara Municipal. Adelaide França, após ouvir seus colegas reclamarem que não atendidos, saiu em defesa de JC. Sobre indicações não atendidas, Adelaide disse que “o prefeito não tempo de ler e receber indicações”. Por outro lado, criticou os secretários e – mais uma vez –  a assessoria do gestor. “Tem secretário que não dá importância ao vereador. O prefeito Júlio Cezar não tem conhecimento. Não é culpa do prefeito”, opinou França. 
 
Santa Rita
Na disputa pelo cargo de provedor do Hospital Regional Santa Rita é preciso entender que – desde sua inauguração –  o HRSR foi construído para atender à população de Palmeira e região. De uns tempos pra cá, a disputa política tem feito do hospital um lugar para abrigar votos para quem dele se utiliza diariamente em prol de si próprio. Seja vereador, prefeito ou pretensos candidatos em 2020, o Santa Rita não é local de fazer política. Afinal, saúde tem que ser levada a sério e não em troca de favor por votos oiu fins eleitoreiros.
OAB Palmeira
Já que a Câmara Municipal fecha os olhos para alguns casos de interesses da população palmeirense, que os integrantes da Comissão de Direito Médico, Comissão de Direitos Humanos e da Comissão de Cidadania da 3ª subseção da OAB/AL estejam à frente da fiscalização por mais vezes. O Hospital Regional Santa Rita é patrimônio da cidade de Palmeira dos Índios e não de vereador A, B ou C, deputado ou qualquer prefeito. Que a OAB fique atento também aos repasses de verbas federais que foram enviados para melhorar o atendimento da saúde local. Estamos de olho!  
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com