quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Blogs

Bolsa Família – pare de achincalhar

O Bolsa Família é o programa mais agredido da nossa história, depois da segunda redemocratização. Através dele, milhares de mulheres, muitas das quais mães solteiras e chefes de família, conseguiram fôlego para impulsionar a educação dos filhos – aquelas que têm perspectiva, pelo menos; homens e mulheres passaram a ter a oportunidade de mudar a vida da prole com o extra proporcionado pelo Governo Federal.

Semelhante ao Bolsa Família, tem-se, entre outros,  o Seguro Defeso e o Bolsa Estiagem. Programas que, igual ao Bolsa Família, permitem a sobrevivência de produtores, pescadores e de suas respectivas famílias. Então, por que tantas agressões para o Programa que atende a milhões de famílias e que tem seus reflexos ainda mais abrangentes?

Simples: O Bolsa Família é destinando a quem não consegue produzir, por um motivo ou outro; a quem está em situação de miséria; a quem precisa complementar a renda de forma regular. Em suma, é um programa para o povo, com distribuição de renda (ainda que o valor da bolsa seja pequeno).

E como tudo o que é destinado à massa populacional não interessa aos ricos, aos grandes produtores e industriais, aos políticos – de forma geral -, então não tem para quê fomentá-lo. Daí surgem propagandas contra o Programa, ridicularizando-o e segregando os beneficiários como “mundiça” ou “mortos de fome”.  E o pior é que conta, em boa parte das vezes, com o apoio dos próprios beneficiários – a maior prova de que o povo é facilmente manipulável.

Em épocas de campanha para Presidente dessa grande República Federativa começam a falar sobre violência, educação e sobre o Bolsa Família.

Sejamos sinceros: o Programa significa um avanço sem precedentes na vida dos pobres; proporcionando a saída de menores do trabalho infantil; condições mínimas para que milhões de pequenos brasileiros possam estudar; alimento, ainda que sem luxos, para todos os lares, em diversos pontos dos estados federados.

E não adianta dizer que “não, isso não acontece!”, ou “é muita coisa para fazer só com R$70,00” ou, ainda, “É humilhante para o povo! Está acostumando mal as pessoas”.

Humilhante é um País continental como o Brasil, com seus duzentos milhões de habitantes, acreditar na não distribuição de renda e na falta da educação como meio natural para uma Nação. É certo que o Programa tem suas falhas naturais, como tinha o Vale-Gás e o Bolsa-Escola, precursores do Bolsa Família, o que não tem?; Humilhante é um povo que, sendo beneficiado por ações como essa voltar-se contra a ética e o bom senso de analisar suas próprias vidas, sendo levados pelo riso fácil de um candidato ou pelas palavras vazias da mídia; Humilhante são crianças abandonando a sala de aula para trabalhar como vendedores, dia e noite, como ocorre em Maragogi-AL; Humilhante são os sinais de trânsito cheios de mendigos e pedintes, como no Rio de Janeiro, São Paulo e Aracaju; Humilhante é a mulher submeter-se a trabalhos depreciativos para poder manter sua família, já ausente da figura masculina; Humilhante é a Universidade Brasileira ser exclusiva de quem pode pagar seus custos adicionais; Humilhante é uma cidade não resolver seus problemas socioambientais, quando recebe verba e incentivo para isso; Humilhante é um povo que sai às ruas contra o aumento da passagem de ônibus e, um ano mais tarde, esquecer de suas lutas, como foi o caso de junho de 2013; humilhante é a propagação da ignorância pelos ricos, tendo o apoio dos pobres, como se isso fosse certo.

Independente do candidato eleito, das aspirações capitalistas dos ricos brasileiros, a população precisa e deve continuar o processo de acessibilidade à educação, ao trabalho e à uma vida digna. E se isso significar ampliar e remodelar o Bolsa Família, então que assim seja.

Não adianta criticar o Programa se você faz parte dele, direta ou indiretamente.

País rico se faz sem pobres, de espírito, de educação e de fome.

 

 Mais em: http://rafaelarielrodrigo.blogspot.com.br/
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com