quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias

In:

Pesquisa de docente do Ifal Palmeira é apresentada em evento científico na Alemanha

Por Assessoria

A pesquisa de doutorado desenvolvida na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) pelo professor Érico Guedes, do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Palmeira dos Índios, foi apresentada através de um artigo científico no “Workshop of Software Aging and Rejuvenation” (WoSAR), realizado na cidade de Berlim, Alemanha, entre os dias 28 e 31 de outubro, o evento faz parte da programação do “30th International Symposium on Software Reliability Engineering”.

Com o título: “Stochastic Model for Availability Analysis of Service Function Chains using Rejuvenation and Live Migration” (Modelo Estocástico para Análise de Disponibilidade de Cadeias de Serviços usando Rejuvenescimento e Migração Viva), a pesquisa tem como tema a análise de disponibilidade de serviços em redes virtuais.

“Por quanto tempo, por exemplo, uma determina infraestrutura de computadores (servidores) trabalha ininterruptamente? Por que os usuários do Gmail sempre conseguem acessar suas contas? Por que está sempre funcionando? Minha pesquisa é sobre deixar sistemas a maior quantidade de tempo possível no ar, com o menor número de equipamentos”, explica o docente.

Segundo o docente, o artigo tem como coautor seu orientador, Paulo Maciel, e aborda o emprego de Cadeias de Petri Estocásticas, um formalismo que, dentre outras aplicações, permite estudar o comportamento de métricas de infraestruturas representadas pelos modelos. “Este formalismo foi adotado para estimar a disponibilidade de cadeias de serviços virtuais. O objetivo do emprego dessas cadeias é substituir equipamentos físicos, tradicionalmente empregados em redes de computadores, por máquinas virtuais, ou seja, por software, reduzindo o custo para executar esses serviços”, detalha Érico.

Entre outros aspectos, a pesquisa trata da estimativa de disponibilidade de uma infraestrutura de computação em nuvem, que foi montada em um laboratório da UFPE. “Contudo, parte dos servidores utilizados foram cedidos pelo campus Palmeira. Das 12 máquinas que utilizei na minha pesquisa, seis foram cedidas pelo Ifal Palmeira”, diz o docente.

Esta infraestrutura foi utilizada para medir valores que posteriormente foram inseridos nos modelos. Tal abordagem permite estimar não apenas a disponibilidade da infraestrutura que está montada, mas também de outras infraestruturas, por exemplo, com mais servidores. De acordo com Érico, é uma das vantagens da modelagem: fazer inferências sobre estruturas maiores ou que sequer ainda existem.

Em relação ao evento, o que mais chamou a atenção do docente foi o conjunto de apresentações que ele pôde participar. Segundo Érico, foi possível conhecer os trabalhos da comunidade internacional no tema de Envelhecimento e Rejuvenescimento de Software. “Destaco o tema ‘Aging of Information (AoI)’ – Envelhecimento de Informação. Trata-se de uma abordagem inovadora de combate a ‘fake news’, com contra-ataques de novas informações verdadeiras que são lançadas posteriormente às ‘fake news’, envelhecendo as informações falsas”, conclui o docente.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com