domingo, 19 de Janeiro de 2020

Notícias

In:

João das Alagoas e Sil da Capela são agraciados com comenda Lêdo Ivo

Por Assessoria

A cultura alagoana foi enaltecida na manhã desta segunda-feira, 25, na Assembleia Legislativa. Os artesãos João Carlos da Silva Freitas, o “João das Alagoas” e Maria Luciene da Silva Siqueira, a “Sil da Capela”, receberam das mãos da deputada Fátima Canuto a comenda Lêdo Ivo, pelos relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento da literatura, das artes e da cultura no Estado.

Para a propositora da sessão especial, deputada Fátima Canuto, foi uma honra expressar o reconhecimento aos artistas alagoanos, que levam o nome do Estado ao resto do Brasil e para o mundo inteiro. “São belíssimos trabalhos no barro, verdadeiras obras de arte, que encantam pela perfeição”, destacou.
A parlamentar contou as histórias de vida e de superação dos homenageados e lembrou o projeto, em Pilar, no qual ambos estão envolvidos, confeccionando 45 peças que reproduzem a Via Sacra de Jesus Cristo. “Ficamos encantados com a perfeição de cada rosto esculpido. Pilar será cenário de muitas romarias, de pessoas vindas de todos os lugares para apreciar um conjunto de obras jamais visto”, comemorou.

Da tribuna, o artesão “João das Alagoas” disse estar feliz pelo recebimento da honraria e lembrou que a arte popular é um dos pontos mais importantes para o fortalecimento da economia do País. Do alto de sua simplicidade, João pontilhou sua trajetória e mostrou como os vulgarmente conhecidos “bonequinhos de barro” podem ser elementos fundamentais e transformadores de vida. “Essa homenagem vai ficar registrada na história do meu trabalho. Um artista que veio do nada e agora prestigiado. Já estou com 61 anos e digo que já ganhei tudo na minha vida. Quando Deus lhe der o dom, você deve seguir. Sempre digo que não venci com a arte; a arte me fez vencer”, falou o artista, agradecendo a deputada Fátima Canuto pela visibilidade e apoio ao seu trabalho.

A artista “Sil da Capela” dedicou a homenagem aos seus familiares, de onde alega ter recebido a força e a inspiração que a tornaram uma das ceramistas mais respeitadas do Brasil. “Se não tiver amor pelo que faz e apoio da família, não se chega a lugar nenhum”, completou, ao recordar seu passado de desafios e as duras críticas recebidas “por pessoas que não sabiam o que eu queria para a minha vida”. Sil também agradeceu ao Mestre João da Alagoas pelos ensinamentos e pelo aprimoramento das habilidades, no tempo que frequentava seu ateliê.

A deputada Ângela Garrote parabenizou os agraciados por recordarem suas origens humildes e a autora da sessão, por reconhecer os talentos, os artesãos, os grandes nomes do Estado. “Vamos descobrir mais Sil e mais João por essa Alagoas afora”.

Participaram da sessão representantes da Secretaria de Cultura do Estado, da Secretaria estadual do Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Secretaria Municipal de Turismo do Pilar, arquitetos, presidentes de ONGs culturais, entre outros.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com