sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Após derrota na estreia, Federer bate italiano e reage no ATP Finals

Após ser surpreendido na estreia pelo austríaco Dominic Thiem, o suíço Roger Federer reagiu no ATP Finals e venceu a sua primeira na quadra dura de Londres. O número três do mundo derrotou nesta terça-feira o italiano Matteo Berrettini por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 6/3, em 1h18min.

Com o resultado, Federer manteve suas chances de avançar às semifinais no Grupo Bjorn Borg, agora com uma vitória e uma derrota – o suíço nunca perdeu sua segunda partida na competição que reúne os oito melhores da temporada. Na próxima rodada, Federer vai fazer um duelo decisivo contra o sérvio Novak Djokovic. Se perder, terá chances remotas de classificação.

Djokovic e Thiem fazem o outro jogo do grupo nesta terça. Na primeira rodada, o sérvio vencera Berrettini e o austríaco superara Federer por 2 a 0. Se o vencedor deste duelo fechar a partida sem ceder sets, já deve assegurar a vaga nas semifinais.

Nesta terça, Federer mostrou evolução em comparação à estreia. Cometeu menos erros e exibiu maior eficiência no saque. Ele obteve aproveitamento de 77% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço e anotou oito aces, contra seis do italiano, que registrou ainda uma dupla falta.

O primeiro set terminou sem quebras de saque. Federer chegou a ter um break point, salvo pelo rival. O suíço apresentava ligeira superioridade, confirmada no tie-break. Com o triunfo no set inicial, ele iniciou a segunda parcial com a confiança elevada e logo faturou a primeira quebra da partida, abrindo 2/2.

Na sequência, obteve nova quebra e precisou salvar três break points para sustentar a boa vantagem até fechar a partida. Federer terminou o duelo com 23 bolas vencedoras, contra 21 de Berrettini. E 17 erros não forçados, diante de 27 do rival, atual número oito do mundo.

Maior vencedor do ATP Finals (anteriormente chamado de Masters Cup), Federer soma seis títulos da restrita competição. E, sem chances de alcançar o topo do ranking mesmo em caso de troféu, ele tenta ao menos se aproximar do espanhol Rafael Nadal, atual número 1, e de Djokovic.

Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com