sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Análise da joint venture foi paralisada para entrega de documento, diz Embraer

O vice-presidente financeiro e de Relações com Investidores da Embraer, Nelson Salgado, afirmou nesta terça-feira, 12, que não houve suspensão, mas sim paralisação, da análise da Comissão Europeia sobre a joint venture com a Boeing. Segundo ele, a “parada do relógio” pode ser determinada a qualquer momento se o órgão antitruste entender que precisa de informações adicionais das empresas para analisar a transação. Em teleconferência com a imprensa, o executivo ressaltou que a Embraer e a Boeing estão trabalhando para entregar a documentação pedida “o mais rápido possível”.

Questionado sobre o andamento da análise na Europa, Salgado disse que “é difícil dizer” se está demorando mais ou menos do que o esperado. Ele ressaltou, porém, que a parceria estratégica já recebeu aval em jurisdições relevantes, como Estados Unidos e Japão.

Devido à instauração da “Fase II” de análise pela Comissão Europeia, em outubro, a Embraer teve de ajustar sua expectativa para a conclusão da parceria com a Boeing. Conforme a última previsão da fabricante, o fechamento da operação deve ocorrer no início de 2020, e não mais até o fim deste ano.

A transação entre as fabricantes de aeronaves prevê a criação de uma joint venture que englobará o braço de aviação comercial da Embraer. A Boeing deterá 80% da nova empresa, denominada Boeing Brasil – Commercial, enquanto a Embraer terá os 20% restantes.

As companhias também trabalham em uma segunda joint venture, com participação de 51% da Embraer, destinada a promover e desenvolver mercados para o avião militar KC-390.

Autor: Letícia Fucuchima
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com