sábado, 19 de outubro de 2019

Notícias

In:

Questões envolvendo transporte escolar são novamente tema de debate em plenário

Por Assessoria

O áudio de uma estudante da rede estadual de ensino, moradora da zona rural do município de Traipu, denunciando que há três meses está impedida de freqüentar as aulas por falta de transporte escolar gerou debate no plenário da Assembleia Legislativa durante a sessão ordinária desta quarta, 9. A estudante é aluna do primeiro ano do ensino médio e, segundo a deputada Jó Pereira (MDB) que trouxe o assunto ao Parlamento, a garota solicita que seu áudio seja compartilhado o máximo possível até que o problema chegue ao governador Renan Calheiros.

“A fala dessa estudante foi veiculada por uma rádio aqui da capital. Ela relata que está há três meses sem aula e faz cinco meses que os transportadores escolares daquele município não recebem pagamento”, contou Jó Pereira. “Fazemos um apelo ao secretário de Educação, Luciano Barbosa, para que aumente os esforços, que sente junto com o gestor do município e que se a municipalização (do transporte escolar) é a indicação, que ela aconteça”, sugeriu a parlamentar, observando que a responsabilidade do transporte escolar cabe ao Governo do Estado.

Os deputados Cabo Bebeto (PSL), Ricardo Nezinho (MDB), Gilvan Filho (PSD), Léo Loureiro (PP) e Davi Maia (DEM) também se posicionaram sobre o assunto. Bebeto lembrou que há três meses tem recebido denúncias nesse sentido. “Recebo quase todos os dias, no meu gabinete, denúncias sobre municípios que estão sem aulas”, disse , acrescentando a necessidade de se resolver essas questões.

Integrante da bancada governista, o deputado Ricardo Nezinho (MDB) defendeu o secretário Luciano Barbosa, dizendo que o mesmo é o principal interessado em resolver essa questão. Nezinho apontou a municipalização do transporte estudantil como uma das soluções para o problema. De acordo com o parlamentar, 80 dos 102 municípios já aderiram ao convênio com o Estado. “O secretário Luciano tem buscado entendimento para resolver esse problema”, declarou o parlamentar, observando que o Estado tem alcançado bons resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Ricardo Nezinho sugeriu ainda que a situação seja mediada pelo Parlamento. Que a Comissão de Educação da Casa chame os prefeitos e a Secretaria de Educação para uma conversa onde todos exponham seus pontos de vistas e assim busquem um ponto pacífico.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com