quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias

In:

OAB-AL acompanha caso de menino de 7 anos encontrado morto em Maceió

Por Assessoria

Nivaldo Barbosa Jr – Presidente da OAB-AL

A Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB/AL) está acompanhando o caso do menino de 7 anos encontrado morto em pleno Dia das Crianças, último sábado (12). A vítima, segundo relato do irmão gêmeo, teria sido levada por uma mulher no dia anterior, e foi encontrada morta a golpes de faca. A Comissão trabalha para garantir assistência ao irmão da vítima e a família, além de buscar o acompanhamento das investigações para uma rápida elucidação do caso.

A atuação da Comissão vem sendo acompanhada de perto pelo presidente da OAB Alagoas, Nivaldo Barbosa Jr., que garantiu todo o suporte necessário diante do crime bárbaro. “Nossa Comissão vem realizando um trabalho muito importante pela garantia da defesa e dos direitos das crianças. A atuação é constante, mas quando um crime tão cruel chega ao nosso conhecimento, é necessário intensificar ainda mais nossos esforços. Estamos abalados e prestamos toda nossa solidariedade à família neste momento que é de profunda dor e revolta. Pedimos a Comissão que preste todo o suporte pela garantia dos direitos a assistência ao irmão que relatou ter presenciado a vítima ser levada e a rápida elucidação do caso, para que os responsáveis possam pagar pelo crime cometido como preconiza a lei”, frisou.

“A partir do momento que tomamos ciência do fato, entramos em contato com o Conselho Tutelar da Região VII. Temos uma reunião agendada para entender em detalhes o que foi apurado sobre este crime bárbaro. Precisamos saber qual a situação da família e, principalmente, do irmão gêmeo, para saber se ele está tendo o amparo social e psicológico, se está sendo bem acompanhado”, explicou a vice-presidente da Comissão Ruthiléia Barbosa, logo após conceder entrevista a reportagem da Tv Gazeta sobre o caso.

A vice-presidente da Comissão também ressaltou a atuação junto a polícia. “Estamos encaminhando um ofício para delegacia responsável, solicitando uma reunião para entender como estão as investigações. O objetivo é entender se as investigações estão ocorrendo dentro do trâmite ou se será necessário requerer celeridade”, finalizou.

O caso

A criança de apenas 7 anos estava desaparecida desde a tarde de sexta-feira (11), logo após a mãe pedir que ele fosse até o trabalho do padrasto, nas proximidades da casa onde morava, para entregar um talher. O irmão gêmeo da vítima teria visto o momento em que uma mulher se aproximou da criança e a levou em uma bicicleta. O corpo foi encontrado no dia seguinte, no bairro do Clima Bom, com perfurações na cabeça e pescoço.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com