quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Notícias

In:

Com homenagens a ídolos, CBV apresenta a próxima edição da Superliga de Vôlei

Em um evento com a presença de campeões olímpicos, mundiais e grandes promessas da modalidade, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) deu o pontapé inicial para as edições 2019/2019 das Superligas masculina e feminina, que começam nos dias 9 e 12, respectivamente. A festa na cidade de São Paulo contou ainda com homenagens aos dois principais técnicos da modalidade, Bernardinho e José Roberto Guimarães.

Eles foram incluídos no Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e receberam a homenagem de Bernard Rajzman, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI) e ex-jogador da seleção brasileira de vôlei. “É uma honra receber essa homenagem”, comentou Zé Roberto, visivelmente emocionado pela honraria.

A CBV aproveitou o evento para festejar também os 35 anos da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Entre os atletas que estiveram naquela edição estavam presentes no evento Badalhoca, Bernard, Bernardinho, Domingos Maracanã, Fernandão, Marcus Vinícius Freire, Mário Xandó, Montanaro, Renan, Rui Campos e William, além de Jorjão e Brunoro, da comissão técnica.

Quem também recebeu homenagem foram os jogadores que ganharam a medalha de ouro olímpica em Atenas-2004. Anderson, André Heller, André Nascimento, Dante, Giovane, Gustavão, Maurício, Nalbert, Rodrigão e Serginho, além de Ricardo Tabach, Bernardinho e Chico dos Santos pela comissão técnica.

A edição 2019/2020 da Superliga terá 12 equipes no masculino e 12 no feminino. Todas estiveram representadas no evento, com atletas e comissão técnica. “Nos últimos 26 anos a Superliga é o palco onde jogadores, técnicos e patrocinadores vêm exibindo sua qualidade”, comentou Radamés Lattari, diretor de seleções e competições da CBV.

Ele reforça o equilíbrio da disputa nos dois naipes e lembra que 19 campeões olímpicos, entre homens e mulheres, vão disputar a competição. “É uma Superliga que está super equilibrada e tenho esperança de que será assim até o fim. Além de ter veteranos de ótimo nível, brigando por vaga na seleção, o torneio dá a possibilidade de jovens atletas mostrarem seu potencial”, comentou o dirigente.

Nos playoffs, os duelos de quartas de final, semifinal e final serão decididos em série melhor de três jogos. No feminino, as finais serão 14, 18 e 26 de abril. No masculino a série será em 19 e 24 de abril, e 2 de maio, caso haja necessidade. “Esse ano vamos ter 100% da Superliga transmitida pela televisão”, lembra Radamés.

Uma novidade nas transmissões da competição é a exibição ao vivo dos jogos pela internet, no Canal Vôlei Brasil. “Teremos 100% de cobertura da Superliga, seja pela televisão ou por streaming, com o Canal Vôlei Brasil”, comentou Renato D’Avila, superintendente da CBV, citando as parcerias com a TV Cultura, com o SporTV e o TVNSports.

Confira as equipes do torneio masculino da próxima Superliga:

EMS Taubaté Funvic (SP) – atual campeão
Sesi-SP
Sada Cruzeiro (MG)
Sesc-RJ
Fiat/Minas (MG)
Vôlei Renata (SP)
Denk Academy Maringá Vôlei (PR)
Vôlei UM Itapetininga (SP)
América Vôlei (MG)
São Francisco Vôlei-RP (SP)
Botafogo (RJ) – campeão da Superliga B 2019
Apan Blumenau (SC) – vice-campeão da Superliga B 2019

Confira as equipes do torneio feminino da próxima Superliga:

Itambé Minas (MG) – atual campeão
Dentil Praia Clube (MG)
Osasco/Audax (SP)
Sesi Vôlei Bauru (SP)
Sesc-RJ
São Paulo FC/Barueri (SP)
Fluminense (RJ)
Curitiba Vôlei (PR)
Esporte Clube Pinheiros (SP)
São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP)
Valinhos (SP) – campeão da Superliga B 2019
Flamengo (RJ) – vice-campeão da Superliga B 2019

Autor: Daniele Bellini e Paulo Favero
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com