segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Notícias

In:

Aula em campo orienta sobre monitoramento de fissuras

Por Assessoria

Defesa Civil passa por treinamento de Gestão de Risco. (Foto: Ascom Defesa Civil)

Em aula prática do Treinamento Integrado em Gestão de Risco e Desastre, profissionais da Coordenadoria Municipal Especial de Proteção e Defesa Civil (Compdec) estiveram nesta quinta-feira (19) recebendo orientações em campo sobre o monitoramento de fissuras e rachaduras no bairro do Pinheiro.

Os profissionais foram aos locais onde apareceram as primeiras fissuras da região acompanhados por técnicos do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), responsáveis por ministrar o treinamento.

Na aula de campo, engenheiros, geólogo, geógrafo e meteorologistas foram orientados sobre o monitoramento que deve ser feito das fissuras e rachaduras nos imóveis da região afetada pela instabilidade de solo.

O treinamento, com duração de quatro dias, tem como objetivo oferecer qualificação para ações como elaboração de alerta, previsão de risco e protocolo de monitoramento dentro do trabalho que já vem sendo realizado pelas equipes da Defesa Civil no Município.

Com esta capacitação, os técnicos da Defesa Civil de Maceió estarão aptos a dar continuidade na atualização da área de risco, tendo o apoio da CPRM, que irá validar o trabalho.

Segundo a diretora operacional da Defesa Civil, Joanna Borba, o curso visa capacitar os técnicos das diferentes áreas por meio uma visão global sobre o afundamento do solo na cidade de Maceió, além de alinhar as ações da Compdec com a rede nacional de proteção e defesa civil. “A Compdec vem trabalhando de forma multidisciplinar, integrando profissionais da Engenharia, Meteorologia e Geologia, que se debruçam sob suas áreas específicas. Por isso, a solicitação desse curso visa unir e capacitar esses técnicos através de uma visão global. O curso tem as especificações Mutange, Bebedouro e Pinheiro, mas abrange um estudo de toda a cidade”, explicou.

De acordo com o moordenador de Monitoramento e Alerta do Cenad, Tiago Molina, o curso foi dividido em três grandes áreas. “A estratégia de gestão do bairro Pinheiro gira em torno do fortalecimento de todos os órgãos relacionados ao tema e a primeira etapa do treinamento se voltou para a questão do mapeamento e do risco geológico. O segundo módulo abrangeu o monitoramento e a terceira parte está bastante focada na gestão do risco e desastre, que contém ações de contato e recomendação junto a população”, esclareceu.

O geológo do Centro Integrado de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cimadec), Antonioni Guerrera, falou sobre a importância dos estudos. “A CPRM veio nos passar todo o conhecimento que eles possuem sobre o reconhecimento de feições no Pinheiro e viemos a campo para averiguar o conhecimento teórico já adquirido na primeira etapa do curso”, disse ele.

O treinamento abrange temas que atendem a demanda de todas as áreas de risco de Maceiós e termina nesta sexta-feira (20).

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com