domingo, 15 de setembro de 2019

Notícias

In:

Prefeito assina termo de adesão para Busca Ativa Escolar

Por Assessoria

A Prefeitura de Maceió tem investido em iniciativas que garantam a ampliação e a qualidade na educação municipal. Nesta terça-feira (23), o prefeito Rui Palmeira assinou o termo de adesão da plataforma Busca Ativa Escolar, desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto TIM.

Assinatura do Termo de adesão da plataforma Busca Ativa Escolar do Unicef. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

Com o objetivo de combater a exclusão escolar, a plataforma auxilia na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Uma vez matriculado, o aluno será acompanhado por dois anos.

“É mais uma importante parceria com o Unicef que vai render excelentes frutos à Rede Municipal de Ensino. A gente tem feito um trabalho grande para o aluno permanecer em sala de aula, hoje mesmo assinamos o edital de 40 escolas que vão receber cultura, estamos entregando 12 quadras cobertas, além de outras iniciativas. Mas caso ele não tenha sido matriculado ou tenha evadido, agora temos o trabalho da Busca Ativa que vai trabalhar bairro a bairro, rua a rua, para ir buscar esse aluno em casa e matriculá-lo na Rede Municipal”, argumentou o prefeito Rui Palmeira.

Rui Palmeira, prefeito de Maceió. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

De acordo com a secretária municipal de Educação, Ana Dayse, dados do Censo Escolar mostram que ainda há um abandono por parte dos alunos. “É um desafio no País. Então, diante desse diagnóstico, que causa uma distorção da permanência na escola na idade certa, buscamos alternativas para evitar a evasão. E a plataforma visa exatamente localizar esses alunos e o motivo do abandono. Para isso, uma equipe está sendo preparada com apoio do Unicef para fazer a inclusão desses alunos. Queremos colocá-los em sala de aula com condições de permanência e dar uma trajetória de sucesso”,  pontuou a gestora.

Ana Dayse, secretária de Educação. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

Todo o processo da plataforma Busca Ativa Escolar é feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo como computadores de mesa, computadores portáteis, tablets e smartphones. Há também formulários impressos para agentes comunitários e técnicos verificadores que não têm acesso a dispositivos móveis. O primeiro treinamento com as equipes técnicas das secretarias envolvidas foi realizado nessa segunda-feira (22), na Semed.

Verônica Bezerra, oficial de Educação do Unicef. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

Segundo a oficial de Educação do Unicef, Verônica Bezerra, hoje, o Brasil tem mais de 2 milhões e 800 mil crianças e adolescentes fora da escola. Em Maceió esse número chega a 19 mil. “O prefeito Rui Palmeira manifestou o interesse de aderir à agenda da Busca Ativa Escolar ao assinar este protocolo conosco para unir esforços intersetoriais no enfrentamento das grandes causas do aluno fora da escola. Essa é uma iniciativa que vai buscar e resgatar os que estão fora, mas vai muito além de fazer a rematrícula. É um conjunto de iniciativas que, aqui em Maceió, está sendo abraçada pelas secretarias municipais de Educação, Assistência e de Saúde”, disse.

Djalma Barros, representante da Undime. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

“Procuramos incentivar todos os envolvidos para fazermos um trabalho em conjunto e levar a parceria para todos os municípios. O que a gente quer é que todos os alunos fiquem dentro da escola. Já estamos com a plataforma teste para inserir dados e começar o trabalho, diante do organograma passado pelo Unicef”, disse Djalma Barros, vice-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), uma das parceiras da plataforma Busca Ativa Escolar.

Karla Cerqueira, representante da equipe de articulação da PCU. (Foto: Marco Antônio/ Secom Maceió)

Presente em Maceió desde 2013, a Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) comemora a nova parceria. “Uma das agendas prioritárias da PCU é a exclusão escolar. A Busca Ativa Escolar será de grande importância, porque vamos resgatar e recuperar esses alunos que estão fora da escola. As causas são inúmeras, como trabalho infantil, violência doméstica e abandono familiar”, disse Karla da Silveira, representante da equipe de articulação da PCU em Maceió.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com