quarta-feira, 24 de julho de 2019

Notícias

In:

Em Audiência Pública, Marcelo Beltrão destaca a importância de informar a população sobre o golpe do diploma

Por Assessoria

A atuação de faculdades irregulares e emissão de diplomas sem validade voltou a ser discutido com estudantes em uma Audiência Pública. Desta vez o debate, que contou com a participação do deputado estadual Marcelo Beltrão (MDB), foi promovido pela Câmara de Vereadores do município de São Sebastião, na última terça (04).

Dezenas de alunos dos municípios de São Sebastião, Igreja Nova, Penedo, Arapiraca, Satuba, entre outros, lotaram o plenário da Câmara de Vereadores. Convidado a presidir a sessão, o deputado destacou a importância da realização de Audiências para informar a população sobre o golpe.

“Quero parabenizar os vereadores pela iniciativa e agradecer pelo convite. A realização destas Audiências Públicas e reuniões com os estudantes e a população é uma grande oportunidade para informar a todos sobre o que vem acontecendo, não só às vítimas, mas ao poder público municipal. Defendo que a informação é o ponto chave para acabar com este golpe. As câmaras municipais precisam estar mobilizadas e serem o ponto de apoio dos estudantes e local de debate e informação”, disse o deputado.

Estudantes de diversos cursos e municípios participaram ativamente da Audiência. Nos depoimentos, destacaram a mudança de Instituições ao longo do curso, da dificuldade de receber seus diplomas e do susto que tiveram ao tomar conhecimento do golpe por meio de uma reportagem exibida no fantástico.

“Foram muitos domingos deixando de estar ao lado da minha família para estudar e fomos enganados. Depois de tanto tempo assistir uma matéria na TV e descobri que estamos sendo enganados. Isso é uma falta de respeito como todos nós”, declarou a estudante de Pedagogia, Helena Palmeira.

A Audiência também contou com a presença do presidente da OAB Seccional Arapiraca, Hector Martins; da promotora de São Sebastião, Viviane Farias, do vice-reitor da Uneal, Anderson Barros; e a secretária de Educação de São Sebastião, Sandra Maria dos Santos.

A promotora Viviane Farias, responsável por ingressar com uma ação civil pública no Ministério Público falou sobre a importância da denúncia e os resultados da ação.

“Quando fui procurada pelos alunos o assunto me pegou de surpresa. Recebi alunos com depressão e em estado de choque. É um drama que fere seres humanos. Aqui em São Sebastião o IDERC fez uma propaganda enganosa vendendo faculdade de graduação em teologia e pedagogia, quando na verdade era um curso de extensão. A partir do momento que temos conhecimento não podemos ficar calados e fechar os olhos. São milhares de pessoas lesadas. Ingressamos com uma ação civil pública e o resultado foi o bloqueio de R$ 2 milhões de reais e a proibição de ofertar cursos de cinco faculdades que atuavam em São Sebastião. O Ministério Público está à disposição dos alunos. Então parabenizo a iniciativa da Câmara e do deputado Marcelo Beltrão pela preocupação em buscar soluções para os estudantes”, disse a promotora.

“A prioridade é estancar a oferta dos cursos irregulares”

Antes de finalizar a Audiência Pública, o deputado Marcelo Beltrão ressaltou que a prioridade, neste primeiro momento, é conseguir parar com a atuação destas faculdades e a oferta dos cursos nos municípios.

“Nós estamos unindo esforços para, neste primeiro momento, estancar este golpe, acabar com a oferta destes cursos. E por isso defendo que precisamos levar informações para todos os municípios do Estado, porque muita gente ainda não sabe o que está acontecendo e ainda continua caindo nesse golpe. Paralelo a isso, vamos trabalhar para buscar uma solução, dentro da legalidade, que não prejudique os alunos que realmente estudaram”, disse o deputado.

No município de São Sebastião, logo após a reportagem veiculada no Fantástico, a Secretaria de Educação proibiu a realização de aulas das faculdades nas escolas municipais.

“Logo após saber da reportagem, mandamos ofício circular para todas as escolas proibindo a cessão dos prédios para qualquer atividade que não fosse do município. Além disso, nas escolas onde já estavam acontecendo as aulas de algumas faculdades, a cessão foi suspensa”, disse a secretária Sandra.

Ao final da Audiência, o deputado Marcelo Beltrão agradeceu o convite e a oportunidade de falar sobre o assunto e pediu o empenho do Legislativo Municipal no sentido de dar apoio aos estudantes e de informar à população.

“Agradeço aos vereadores pelo convite, por ter a honra de presidir a sessão e pelo acolhimento. A causa engrandece e enobrece a educação. Não vou vender sonhos. Estou defendendo o direito dos alunos, nunca vou defender o que é ilegal”, finalizou o deputado.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com