sexta-feira, 19 de julho de 2019

Notícias

In:

Cridora de ‘Detetives do Prédio Azul’, Flavia Lins fala sobre nova temporada

Estreia nesta segunda-feira, 20, no canal Gloob, a 12ª temporada de D.P.A. – Detetives do Prédio Azul no Gloob. Série vai ao ar de segunda a sexta, às 19h.

Criadora da série ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’, Flavia Lins fala sobre a nova temporada

Logo no início dessa nova empreitada, vamos descobrir que dona Leocádia descobre um jeito de ganhar dinheiro para fazer suas viagens. Ela cita o hotel do Prédio Azul.

Nesta temporada, a turminha, formada por Pippo (Pedro Henriques Motta), Sol (Letícia Braga) e Bento (Anderson Lima), vai contar com vários convidados, que farão participações especiais, como Angélica, que vai interpretar uma famosa atriz de Magowood, e Zezé Motta, que será Petúnia, prima de Leocádia e rainha de Melondion.

Para falar um pouco dessa série querida pelo público infantil e que já foi transformada em filme, a criadora da série Flavia Lins respondeu algumas questões.

Como surgiu a ideia dessa série, teve inspiração em alguém?

Sempre brinquei muito de detetive na infância com os meus primos. Tínhamos carteirinhas, caixa de fósforo com mini bloco e mini lápis, meu avô usava lupa para ler e eu adorava este universo misterioso. Sobretudo, gostávamos de investigar mistérios da família. Além disso, eu adorava ler A inspetora e assistir ao seriado As Panteras. Depois, na adolescência, passei a ler Agatha Christie e Arthur Conan Doyle. Acho que a ideia do seriado vem deste prazer com o mundo detetivesco na infância.

O que o público vai ver de novo nessa nova temporada? Terá novos personagens?

Desta vez, surge uma doença no mundo mágico e vários bruxos vão chegar ao prédio azul, pedindo abrigo. O prédio vai virar então um hotel bem improvisado. A portaria vai ganhar uma cama e um biombo e Leocádia, claro, só pensa em faturar. Já o mago Theobaldo tenta, achar um antídoto para a tal doença. Teremos muitos bruxos convidados surgindo no prédio.

O que é importante ao escrever para esse público jovem, que hoje em dia não liga tanto para TV?

Acho que sempre que há bons programas na TV, eles encontram o seu público. Hoje há muitas maneiras de se assistir um bom conteúdo, na hora em que se quiser, da maneira que se quiser.

Qual sua preocupação ao criar as histórias?

Criar histórias instigantes. No caso dos detetives, gosto que o público seja o quarto detetive, acompanhando o mistério e tentando desvendá-lo junto com os heróis do prédio azul.

Algum episódio foi mais marcantes ou algum mais trabalhoso?

Acho que Angélica vai arrasar como bruxa super star vinda diretamente de Magowood.

Gostou de ver seus personagens no cinema? como foi essa experiência?

Adoro quando os personagens podem sair do prédio e ganhar o mundo. É mesmo uma libertação! Adoro escrever para cinema. Agora mesmo estou desenvolvendo um longa-metragem para a Rosane Svartman e está sendo um imenso prazer criar um novo universo de personagens. Ainda vem muita novidade boa por aí.

Autor: Eliana Silva de Souza
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com