domingo, 25 de agosto de 2019

Notícias

In:

Com indicativo de greve, servidores públicos municipais de Maceió se reúnem em Assembleia Geral Extraordinária na sexta-feira (17)

Por Assessoria

Paciência é uma virtude, que todos os servidores públicos municipais de Maceió estão colocando em prática na gestão do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB). A categoria acumula perdas salariais desde 2015; e, em cinco meses, o executivo municipal não reajustou o aumento salarial da categoria, que deve ser feito em janeiro, e o qual foi garantido pelos vereadores em 2018, ao ser incluso na Lei Orçamentária Anual (LOA). É diante dessa situação, que o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió marcou Assembleia Geral Extraordinária na sexta-feira (17) às 9h na Praça Dois Leões, em Jaraguá. A atividade votará deflagração de greve geral da categoria.

Rui Palmeira e sua equipe, marca e desmarca reuniões como um ato de fuga de seus compromissos com a categoria, que esgotou suas estratégias de negociação ao tentar ser ouvida, sem sucesso. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes, informa que os ataques aos trabalhadores são séries e deve ser combatido com muito empenho de todos.

“Além de levar com a barriga o aumento salarial dos trabalhadores, o prefeito também moveu estratégias de desvalorização do funcionalismo público municipal com o envio de projetos de lei, que atacavam os rendimentos e direitos da categoria. Felizmente, a união dos trabalhadores parou o trâmite na Câmara Municipal de Maceió, mas ainda aguardamos os próximos atos do executivo municipal, que tudo faz para atacar e ofender os servidores”, explica Sidney Lopes.  

LOA

O Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió conquistou junto aos vereadores a inclusão dos 4,17% de reajuste salarial para 2019 referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), na Lei Orçamentária Anual (LOA).

REAJUSTE

A categoria pede 16,10% para o reajuste salarial em 2019. O percentual é referente ao Índice Nacional de Preços do Consumidor (IPCA) de 2018, que foi de 4,17%; e às perdas salariais acumuladas, referente aos anos de 2015, 2016, 2017 e 2018.

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Data: sexta-feira (17)

Hora: 9h primeira chamada | 9h30 segunda chamada

Local: Praça Dois Leões, Jaraguá

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com