segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Notícias

In:

Santos vence Vasco em casa e abre vantagem na Copa do Brasil

O Santos está próximo da classificação às oitavas de final da Copa do Brasil. Com gols de Rodrygo e Jean Mota no segundo tempo, o time aproveitou o fator casa nesta quarta-feira e derrotou o Vasco por 2 a 0, no jogo de ida da quarta fase, ficando em condições favoráveis para o confronto de volta, na próxima semana, em São Januário.

Na próxima quarta, o Vasco precisará triunfar por três gols de diferença para ir à próxima etapa da Copa do Brasil sem a necessidade dos pênaltis. É um cenário parecido ao da decisão do Campeonato Carioca, no próximo domingo, no Maracanã, pois o time também levou 2 a 0 do Flamengo no primeiro confronto da decisão, no Engenhão.

O Santos ainda terá a vantagem de não ter confrontos até lá. E, nesta quarta, impôs a sua superioridade, especialmente pelas boas atuações dos pontas Rodrygo e Soteldo, que encontraram os espaços na defesa vascaína para construir o placar de 2 a 0.

A nova derrota deve aumentar a pressão sobre o técnico Alberto Valentim, que tentou escalar um time mais defensivo no Vasco, mas não teve êxito na estratégia de conter o ataque santista.

O JOGO – Mantendo a base dos últimos jogos, o Santos teve Gustavo Henrique, livre de suspensão, como única novidade da sua escalação. Já Alberto Valentim optou por um time mais defensivo no Vasco, com a escalação de três volantes – William Maranhão, Raul e Lucas Mineiro -, tendo Marrony, ao invés de Maxi López, como jogador mais avançado.

As propostas de jogo ficaram claras nos minutos iniciais, quando o Santos tentou impor o seu estilo intenso e quase abriu o placar em ação de Cáceres para cortar cruzamento. Só que a expectativa de pressão santista não se confirmou. Sem muito brilho dos seus principais jogadores, o time parou na marcação do Vasco, que congestionou o meio-campo.

O cenário de marasmo só se alterava quando o Santos construía jogadas pelos lados, com Soteldo e Rodrygo. O jovem atacante era o nome mais perigoso do time, quase marcando aos 24 minutos, após receber passe de Victor Ferraz, driblar fácil Danilo Barcelos e finalizar para fora. O Vasco tentou responder em alguns contra-ataques, mas o morno primeiro tempo terminou mesmo sem gols na Vila Belmiro.

No começo da etapa final, porém, o Santos movimentou o placar, numa jogada que envolveu os seus dois pontas. Logo no segundo minuto, Soteldo recebeu na esquerda, viu Rodrygo passando livre na outra ponta – Yago Pikachu não acompanhou – e fez um cruzamento preciso para o companheiro finalizar de primeira, fazendo 1 a 0.

O gol forçou o Vasco a sair para o campo de ataque, chegando a ameaçar o Santos em duas ações. Mas aí o time da casa aproveitou os espaços para marcar novamente. Aos 20 minutos, Rodrygo acionou Jean Mota, que fintou Danilo Barcelos e, com liberdade, até ajeitou o corpo antes de bater colocado, fazendo 2 a 0. Assim, marcou o seu nono gol na temporada, sendo o artilheiro do time em 2019, ainda que estivesse em jejum desde 7 de março.

Soberano em campo, ainda que Alberto Valentim tenha tentado tornar o Vasco mais ofensivo, o Santos poderia ter ampliado aos 28, em uma linda ação ofensiva de Soteldo, que deu uma caneta em seu marcador, avançou em velocidade e tocou para Carlos Sánchez, que buscou Rodrygo. Mas, desequilibrado, o atacante bateu para fora.

Depois, os times diminuíram o ritmo. E o Santos, com Soteldo jogando no sacrifício nos minutos finais, assegurou o placar favorável para ficar mais próximo das oitavas de final da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 2 x 0 VASCO

SANTOS – Everson; Victor Ferraz, Aguilar, Gustavo Henrique e Diego Pituca; Alison, Carlos Sánchez (Eduardo Sasha) e Jean Mota (Jean Lucas); Rodrygo, Derlis González (Jorge) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

VASCO – Gabriel Félix; Cáceres (Claudio Winck), Werley, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; William Maranhão (Maxi López), Raul, Lucas Mineiro, Yago Pikachu (Lucas Santos) e Yan Sasse; Marrony. Técnico: Alberto Valentim.

GOL – Rodrygo, aos dois, e Jean Mota, aos 20 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS – Willian Maranhão, Rodrygo, Gustavo Henrique

RENDA – R$ 388.682,50.

PÚBLICO – 8.659 torcedores.

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos (SP).

Autor: Leandro Silveira
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com