domingo, 26 de Maio de 2019

Notícias

In:

Presidente da Federação das Indústrias de AL é um dos presos na operação Fantoche; desvios foram de 400 milhões, diz PF

Por Assessoria

José Carlos Lyra de Andrade

A Polícia Federal em Pernambuco com a colaboração do Tribunal de Contas da União, deflagrou na manhã desta terça-feira (19/02), a “Operação Fantoche”. A ação visa desarticular uma organização criminosa voltada a prática de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos, e está acontecendo em sete estados brasileiros. Estão sendo cumpridos durante toda a manhã 40 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão temporária.

Segundo a investigação, um grupo de empresas sob o controle de um mesmo núcleo familiar atua de forma contínua e perene, desde o ano de 2002, executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do intitulado sistema “S”.

Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de 400 milhões de reais decorrentes desses contratos. O modus operandi empregado é sempre similar e, em resumo, consiste na utilização de entidades de direito privado sem fins lucrativos para justificar celebração de contratos e convênios diretos com o Ministério e Unidades do Sistema S, contratos estes, em sua maioria, voltados à execução de eventos culturais e de publicidade superfaturados e/ou com inexecução parcial, sendo os recursos posteriormente desviados em favor do núcleo empresarial por intermédio de empresas de fachada.

Confira quem são os alvos de mandado de prisão da Operação Fantoche:

  • Robson Braga de Andrade – presidente da CNI;
  • Luiz Otávio Gomes Vieira da Silva – empresário e um dos donos da Aliança Comunicação. Ele já havia sido preso pela PF em 2013, na Operação Esopo;
  • Ricardo Essinger – presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe);
  • Francisco de Assis Benevides Gadelha – conhecido como Buega Gadelha, é presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep-PB). A Fiep-PB afirmou que Buega cumpre agenda em Brasília (DF);
  • José Carlos Lyra de Andrade – presidente da Federação das Indústrias de Alagoas (FIEA);
  • Lina Rosa Gomes Vieira da Silva – empresária e publicitária, ligada à Aliança Comunicação;
  • Hebron Costa Cruz de Oliveira – advogado e presidente do Instituto Origami;
  • Jorge Tavares Pimentel Junior – empresário sócio da empresa Neves e Silva Produção;
  • Júlio Ricardo Rodrigues Neves – empresário, sócio da Idea Locação de Estruturas e Iluminação;
  • Luiz Antônio Gomes Vieira da Silva – ligado à Aliança Comunicação.

O Ministério do Turismo afirmou que a atual gestão “já havia determinado uma auditoria completa em todos os instrumentos de repasse antes mesmo de tomar conhecimento da investigação da Polícia Federal, ação que resultou no cancelamento de um contrato no valor de R$ 1 milhão”. Em nota, o Ministério do Turismo lembrou, ainda, que não é alvo das buscas e apreensões da Operação Fantoche e apontou que está totalmente à disposição para colaborar com a investigação.

A ação contou com a participação de 213 policiais federais e 08 auditores do TCU. Os mandados foram executados nos estados de PE, MG, SP, PB, DF, MS e AL. As medidas foram determinadas pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Pernambuco, que ainda autorizou o sequestro e bloqueio de bens e valores dos investigados.

Em Alagoas duas equipes estão cumprido dois mandados de busca e apreensão e um de prisão temporário. Ao todo 38 equipes estão distribuídas nos sete estados da Federação.

Nota à imprensa

A Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) tem conhecimento de que o presidente da entidade, José Carlos Lyra de Andrade, está na Polícia Federal, em Brasília, prestando esclarecimentos sobre a operação deflagrada na manhã desta terça-feira (19/02). A Fiea não teve acesso à investigação e acredita que tudo será devidamente esclarecido. Como sempre fez, a entidade está à disposição para oferecer todas as informações que forem solicitadas pelas autoridades.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com