quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias

In:

Bolsas da Europa fecham em alta, com balanços e diálogo EUA-China no radar

As bolsas europeias fecharam em alta, nesta quarta-feira, 20. Os mercados foram apoiados por resultados corporativos, bem como por sinalizações positivas no diálogo comercial entre Estados Unidos e China. Além disso, as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) continuaram a atrair a atenção dos investidores.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,70%, em 371,56 pontos.

No setor corporativo, Lloyds subiu 4,73%, após reportar balanço com lucro inferior ao esperado em 2018, mas propor recompra de ações, o que surpreendeu positivamente. A mineradora Glencore, por sua vez, teve ganho de 2,54%, depois de registrar queda de 41% no lucro no ano passado, mas aumento na receita.

Além disso, as negociações entre EUA e China continuaram a atrair a atenção. Após o fechamento do dia anterior, o presidente americano, Donald Trump, disse que as conversas avançam bem, o que agradou investidores europeus.

No Reino Unido, a premiê Theresa May afirmou no Parlamento que pretende conseguir ajustes no acordo com a UE para a saída do país do bloco, o Brexit. Nesta tarde, já depois do fechamento europeu, May tinha reunião agendada com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

A UE até agora tem resistido a aceitar qualquer alteração. Além disso, três deputadas do Partido Conservador, da premiê, anunciaram que deixariam a sigla e passariam a um grupo centrista que critica a postura de May nas negociações do Brexit.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou com ganho de 0,69%, em 7.228,62 pontos. Barclays se saiu bem, em alta de 1,18%, e a petroleira BP avançou 0,48%. Já Sainsbury caiu mais de 18%, após reguladores dizerem que a proposta de sua fusão com a Asda reduziria substancialmente a concorrência.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,82%, a 11.401,97 pontos. Deutsche Bank teve ganho de 1,26% e Commerzbank, 0,86%, entre os bancos alemães. No setor de energia, E.ON caiu 0,30%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,69%, a 5.195,95 pontos.

Em Milão, o índice FTSE-MIB fechou em alta de 0,38%, em 20.304,21 pontos. Entre os papéis mais negociados, Telecom Italia subiu 0,30% e Intesa Sanpaolo avançou 0,05%, mas BPM caiu 1,26%.

O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, teve alta de 0,49%, a 9.181,10 pontos. Urbas Grupo Financiero se destacou, em alta de 13,89%. Santander subiu 1,38%, mas CaixaBank cedeu 0,52%.

Em Lisboa, o índice PSI-20 registrou ganho de 0,76%, a 5.178,20 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Autor: Gabriel Bueno da Costa
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com