segunda-feira, 25 de Março de 2019

Notícias

In:

Transporte Clandestino: empresas de ônibus acumulam prejuízos milionários e temem futuro sem reajuste da tarifa

Por Assessoria

Na manhã deste sábado (26), os rodoviários da empresa Veleiro, pararam as atividades por falta de pagamento, em meio à crise causada por prejuízos vindos do transporte clandestino em toda capital.

Segundo dados do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros – Sinturb, em 2018, a Empresa Veleiro, uma das responsáveis pelo transporte municipal de Maceió, perdeu quase um milhão de passageiros (976.535,00) um prejuízo de mais de 3 milhões de reais (3.564.352,72).

A empresa Veleiro além de atender passageiros das regiões da parte baixa de Maceió, também atua no transporte metropolitano. Ambos serviços paralisados na manhã deste sábado pelos rodoviários.

O Sinturb reforça que o caso da empresa Veleiro, é um reflexo do que acontece com as empresas que prestam o serviço para toda cidade de Maceió (Cidade de Maceió, Real Alagoas e São Francisco), que nos últimos dois anos registram mês a mês a queda de passageiros para o transporte clandestino, atividade ilegal que segue crescendo em todos os bairros de Maceió e sem fiscalização devida.

Por esses prejuízos acusados a todas as empresas, o Sindicato reforça a importância do cumprimento do contrato quanto o reajuste tarifário anual previsto para todo início de ano.

O reajuste é essencial para ajudar no equilíbrio econômico-financeiro das empresas,  arcar com prejuízos provenientes do transporte clandestino, trazer melhorias para o sistema de transporte e também cumprir com as obrigações, como pagamento de salário dos mais de 4 mil rodoviários.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com