quinta-feira, 25 de Abril de 2019

Notícias

In:

SEI já tem adesão de mais de 50 órgãos do Poder Executivo

Por Assessoria
O Sistema Eletrônico de Informações (SEI) vem mudando, cada vez mais, a cara do serviço público em Alagoas. A plataforma, que gera mais eficiência, economia e transparência em trâmites processuais, está sendo implementada no Estado por meio da Secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e já foi adotada por mais de 50 órgãos e entidades do Executivo.
Desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o sistema contribui para a otimização da administração pública por meio da melhoria da gestão de documentos, que passa a ser realizada em meio eletrônico. Com a ferramenta, é possível tramitar processos até mesmo através de um smartphone, o que traz celeridade à máquina pública e economia de gastos.
“O SEI faz parte de um conjunto de iniciativas adotadas pelo Governo que culminam na modernização da gestão pública em Alagoas. Por meio dele, estamos ganhando cada vez mais agilidade, segurança da informação, transparência e produtividade. O serviço público vem se transformando e a população é a maior beneficiada disso tudo”, afirma o secretário especial de Planejamento e Orçamento, Tadeu Barros.
Órgãos como a Polícia Militar de Alagoas (PMAL), a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e a Controladoria Geral do Estado (CGE) já aderiram ao sistema, que passou a ser a principal ferramenta de processo administrativo dentro do Governo de Alagoas em maio do ano passado.
“Alagoas figura num seleto grupo que tem o SEI efetivamente implantado no País. Para nós, é um orgulho imenso. Mas nada disso seria possível sem a parceria e apoio de todos os órgãos que compraram a ideia e estão, hoje, reconfigurando também a cultura de trabalho em suas pastas em prol de algo maior e melhor para todos”, pontua Tadeu.
Autonomia e economicidade
Na CGE, por exemplo, o fluxograma dos processos passou a ser outro após a adoção da plataforma. O coordenador do Núcleo Técnico Setorial do SEI (NTS) da Controladoria, Antônio Hermenegildo, conta que o sistema deu mais autonomia aos setores e evitou a concentração dos processos físicos em um só local.
“O sistema trouxe mais celeridade para os procedimentos realizados na CGE. O acesso virtual agiliza os trâmites e otimiza o tempo dos servidores. Antigamente, era preciso um dia ou dois para deslocar os processos entre uma secretaria e outra, mas agora não. Além disso, já percebemos bem mais economicidade, com a diminuição drástica da despesa com papel e tonners”, explica Antônio.
Segundo ele, ferramentas como o SEI são indispensáveis quando o assunto é a busca pela otimização da gestão pública, que deve se reinventar cada dia mais, de forma a se manter atualizada e alinhada com as demandas da sociedade.
“A administração pública deve acompanhar as tendências e utilizar a tecnologia para aprimorar os trâmites do serviço público visando facilitar o acesso do cidadão, com o compromisso de prestar sempre um serviço de qualidade”, completa.
Para o secretário titular do Planejamento e Gestão, Fabrício Marques Santos, o intuito é que os impactos positivos sentidos na CGE e nos demais órgãos que já utilizam o SEI sejam compartilhados, em breve, por todo o Estado.
“Ao adotarmos a ferramenta, passamos a padronizar os nossos trâmites processuais. Isso faz com que todo o Estado fale a mesma língua e que os nossos procedimentos ganhem agilidade tanto de forma interna, quanto externa. Já conseguimos sentir os reflexos dessa transformação e o intuito é que ela se estenda por toda a administração pública alagoana”, pontua Fabrício Marques.
A expectativa é que, em breve, mais órgãos sejam capacitados para utilização do sistema pela Seplag.
Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com