domingo, 19 de Maio de 2019

Notícias

In:

Campanha Janeiro Branco alerta para os cuidados com a saúde mental

Por Assessoria

A Campanha Janeiro Branco, a maior do mundo em prol de uma cultura da Saúde Mental, está na sua 6ª edição. E a Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria de Saúde, organizou uma série de atividades dentro da temática “Saúde mental e bem-estar: quem cuida da mente, cuida da vida”.

A proposta é chamar a atenção das pessoas para entenderem a importância da  prevenção ao adoecimento emocional. E lembrar que a saúde mental – e emocional – é tão importante quanto a do resto do corpo para a qualidade e vida. “Outro ponto importante é trabalhar para a extinção do preconceito que ainda envolve o tema”, destacou Cledja Almeida, coordenadora da Rede de Atenção Psicossocial de Arapiraca (Raps).

Cledja Almeida, coordenadora da Rede de Atenção Psicossocial (Raps)

A campanha ganha ainda mais sentido quando se observa dados de pesquisas, a exemplo da Organização das Nações Unidas (ONU) e  da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, segundo a ONU, a patologia já é considerada a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo.

Estima-se ainda que o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade em todo o mundo. E no ranking da depressão, os brasileiros aparecem em quinto lugar. Chama a atenção o fato de que a doença pode afetar qualquer pessoa, independente de idade ou história pessoal. E prejudicar os relacionamentos, interferir no trabalho e diminuir seu senso de autoestima, por exemplo.

“A proposta da Raps é estimular a criação de uma cultura da saúde mental no município e, ao mesmo tempo, difundir um conceito ampliado sobre o assunto. É importante que as pessoas entendam que a depressão não é frescura. E mesmo em estágio mais grave, ela pode ser superada com o tratamento adequado. É necessário que as pessoas conversem sobre o assunto e reflitam sobre suas condições emocionais, os seus relacionamentos interpessoais e sua qualidade de vida”, ressaltou Cledja Almeida.

Programação

De 22 a 31 de Janeiro, a programação ganha destaque, com ações pontuais em locais específicos, a exemplo das Unidades Básicas de Saúde, espaços públicos e Centros Especializados. Mas o assunto é trabalhado o ano inteiro pela Raps, que organiza, mensalmente, o Fórum Intersetorial de Cuidados em Saúde Mental, Álcool e outras Drogas (Ficsmad), aberto à sociedade. E atua em parceria com diferentes segmentos, a exemplo de desenvolvimento social, educação e esporte.

Para a realização das ações, a coordenadora cita setores da Secretaria Municipal de Saúde, a exemplo do Caps, Caps AD, Nasf, Cerest, Promoção da Saúde, Programa de Tuberculose e Hanseníase. Além do apoio da subsede do Conselho Regional de Psicologia.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com