quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

Notícias

In:

Duas mulheres já são cogitadas para a prefeitura de Palmeira em 2020

Por Redação

O “imperador” em Palmeira dos Índios

Mesmo distante do pleito municipal que só ocorrerá em outubro de 2020, os nomes para disputar a eleição de prefeito em Palmeira dos Índios já começam a serem especulados nas redes sociais, nos bares e nas esquinas da cidade.

O fato se dá em razão do marketing excessivo do atual gestor Júlio Cezar (PSB) que não está surtindo efeito positivo, afinal muita coisa foi anunciada como ações e obras desde que ele assumiu a prefeitura e nesses quase dois anos de mandato, pouco foi efetivado. A propaganda excessiva nas redes sociais saturou o povo que deseja resultados imediatos e não aguenta mais tanto “lero-lero”.

Ademais uma equipe neófita e incompetente não dá azo para que a gestão deslanche, atrapalhando severamente a popularidade do prefeito conhecido como “promesseiro”. Aliás um chavão, já toma conta do eleitorado afirmando que “Julio Cézar é prefeito de um mandato só”.

Suas aparições nas redes sociais (hoje o melhor termômetro político) prometendo o “mundo e o fundo” para o Município já virou motivo de piada dos internautas que repetem o refrão musical “nada, nada, nada” do padre caubói Alessandro Ramos contratado recentemente pela prefeitura e que levou R$120 mil dos cofres municipais em crise.

Mosabelle, Ribeiro nome cogitado por populares

Novidades para 2020

Dentre os nomes que surgem com força em Palmeira dos Índios estão duas mulheres: a ex-primeira-dama do Município Mosabelle Brasileiro Ribeiro, esposa do ex-prefeito James Ribeiro (PRTB) que passou oito anos à frente da prefeitura municipal.

Mosabelle é filha natural de Palmeira dos Índios, seus pais eram Aurélio Brasileiro e Mosarina, bastante conhecidos na cidade. Ela é mãe de dois filhos (Helenildo Neto e Otto Ribeiro, ambos advogados).

A ex-primeira-dama tem carisma e a força eleitoral do grupo político do marido James Ribeiro – que devagar já começa a trabalhar nos bastidores visando o pleito futuro.

James foi candidato a deputado estadual na eleição passada e sem recursos consideráveis conseguiu mais de 11 mil  votos no Estado, garantindo uma suplência na Assembleia Legislativa.

Enfermeira e professora, ela é considerada uma benfeitora dos mais carentes, especialmente na área de saúde – setor onde atua e se destaca e o mais estagnado da gestão do atual prefeito-imperador Júlio Cezar, onde para se conseguir um simples procedimento médico de retirada de um caroço da face, o usuário do SUS tende a esperar até 2020.

As reclamações na área são frequentes, rotineiras e sucessivas e quem atua diretamente com esse público sai em vantagem política.

Além disso, promessas de campanha como abrir as portas do hospital Santa Rita que cobra uma taxa de R$90 para atender o cidadão, virou piada popular e é repetida constantemente nas redes sociais, pois até agora não foi cumprida.

Veja o vídeo abaixo

 

 

Povo também cogita por Ângela em 2020

Outra mulher que surge com força na cidade é a deputada recém-eleita Ângela Garrote (PP) que apesar de não declarar a intenção de se candidatar em 2020 e sim de exercer seu mandato parlamentar até o final, está sendo assediada por populares para que seja o nome de oposição ao prefeito-imperador Júlio Cezar.

Tudo isso porque a atuação de “elefante em sala de cristais” do atual gestor Julio Cezar e muito “lero-lero” com aliados faz com que uma grande quantidade de correligionários procurem outras alternativas para o pleito vindouro.

Um dos exemplos, ocorreu no pleito de outubro passado, quando o atual prefeito deixou vários aliados decepcionados a  exemplo  do deputado-federal eleito Severino Pessoa (PRB) e do deputado derrotado Edval Gaia Filho (PSDB) ambos com pífia votação em Palmeira. Além desses, outros políticos que receberam apoio de Júlio Cezar também estariam insatisfeitos com o resultado de sua minguada ajuda eleitoral.

Deputada Ângela, a mais votada e com brilho político próprio é nome forte em 2020

 

Ângela Garrote construiu seu lugar ao sol em Palmeira dos Índios pouco a pouco. Devido a proximidade da cidade onde originariamente atua, Estrela de Alagoas, a ex-prefeita conseguiu mostrar que seu trabalho é efetivo perante a população mais carente, fato que a fez a segunda mais votada de Palmeira em 2014 e a fez bater recorde nesta eleição de 2018 suplantando até os favoritos filhos da terra.

Ela deve seu mandato de deputada estadual apenas a seu trabalho político. O atual prefeito quis até pegar um “bigu” na expressiva votação de Ângela – mais de 9 mil votos só em Palmeira – mas não colou.

A votação histórica da nova deputada é um fato eleitoral exclusivo seu, que a tornou por méritos – a maior líder política da região e mesmo assim o prefeito e seus “conselheiros políticos” afastam-a inabilmente – com ciúmes políticos – ao invés de agregar.

Após título de cidadã honorária, deputada eleita dá ‘salto’ para 2020

Com o título de cidadã honorária de Palmeira dos Índios, honraria outorgada e recebida recentemente aprovada por unanimidade pelo Plenário do Legislativo palmeirense, a ex-prefeita de Estrela de Alagoas que será diplomada  deputada nesta segunda-feira, 17 se tornou a maior liderança em terras xucurus-kariris, onde elegeu o filho, Toninho Garrote (PP), vereador na cidade – um dos mais votados. Agora, como cidadã palmeirense, não há dúvidas de que Ângela dará um salto – a mais – para ter ‘voz e vez’ na política local em 2020.

Ângela, filhos, o vereador Jr. Miranda, os deputados Paulo Dantas e Marcelo Victor e a tabeliã Daguia na entrega do título honorário

A honraria recebida na Câmara de Vereadores, mostrou prestígio da deputada eleita em ter lado a lado dois colegas da futura bancada na Assembleia Legislativa de Alagoas: Marcelo Victor (SD) cotado para ser o presidente da ALE e Paulo Dantas (MDB), filho do atual presidente e que debutará na Casa de Tavares Bastos.

Porém revelou também o ciúme e ausência propositada e desatinada do prefeito Júlio Cezar, o “Imperador” à  solenidade. Na ocasião  a deputada recebeu o vice-prefeito Márcio Henrique (PPS), outras lideranças políticas, personalidades palmeirenses, correligionários e amigos da região do agreste que foram abraçá-la.

O medo dos correligionários de Julio Cezar é tão grande que fica constrangedor. Se borram ao ouvir falar que a deputada saia candidata ou indique um nome de confiança para a empreitada de 2020.  Na ocasião da entrega do título, isso ficou visível, quando mais uma vez inabilmente citaram na tribuna da Câmara a deputada como pré-candidata, fato que ela não confirmou, mas também, agora não nega.

Clima gelado

Sabe-se que o clima político entre a família Garrote e o prefeito “Imperador” não vai nada bem. A temperatura entre os Garrotes  e Julio César esfriou bastante nas últimas semanas, após a solenidade na Câmara e quando assessores diretos do prefeito-imperador praticaram o chamado “fogo amigo”  via whatsaap contra os Garrotes.

Na última semana testemunhas contam – que em encontro comum – para a entrega de tratores promovido pelo senador Benedito de Lira (PP) já em fim de mandato, que apesar do calor que fazia na hora do evento, os políticos  pareciam estar na Sibéria.

Entrega de tratores em Palmeira dos Índios

Os bastidores contam que é provável que esses grupos políticos deixem de ser aliados e passem a ser adversários. Ou seja, poderá existir uma nova formação, um outro grupo político integrado por aliados insatisfeitos que deverá culminar numa oposição fortalecida contra o “imperador”.

Há também quem comente que uma união entre as duas mulheres cogitadas para a prefeitura (Mosabelle e Ângela) as tornariam imbatíveis em 2020.

Liderança confirmada

Garrote, como cidadã palmeirense, dá o primeiro passo para 2020. Sendo candidata ou não à Prefeitura é importante lembrar que a maioria do eleitorado (26,25%) de Palmeira dos Índios escolheu-a  como representante na Casa de Tavares Bastos e poderá repetir o voto para a prefeitura palmeirense.

Quanto ao fato da futura eleição municipal é esperar os desdobramentos que vão ocorrendo – via bastidores – já que o prefeito “imperador” vai se desmilinguido com sua estratégia corriqueira de fazer somente a má política e administrar a cidade de Palmeira dos Índios à distância, somente pelas redes sociais, onde tudo é belo e maravilhoso, diferentemente da realidade dura e cruel da população que amarga com a prestação de serviços ruim.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,,,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com