quarta-feira, 20 de Março de 2019

Notícias

In:

Canelo aniquila Fielding em três rounds e ganha cinturão na terceira categoria

Saúl Canelo Álvarez iniciou muito bem o cumprimento do milionário contrato assinado com a empresa DAZN de US$ 365 milhões para 11 lutas nos próximos cinco anos. O boxeador mexicano conquistou o título mundial dos supermédios (até 76,502 quilos), na madrugada deste domingo, ao nocautear aos 2min38 o britânico Rocky Fielding, no Madison Square Garden, em Nova York.

Com o resultado, Canelo de 28 anos, sagrou-se campeão em três categorias (médios-ligeiros, médios e supermédios), igualando-se a Julio Cesar Chávez, Erik Morales, Marco Antonio Barrera, Jorge Arce, Juan Manuel Márquez, Humberto Soto, Fernando Montiel e Léo Santa Cruz.

“Esperava que meu adversário adotasse um estilo de boxear a distância para usar sua maior estatura, mas felizmente ele preferiu lutar no corpo a corpo e foi desta forma que treinamos no ginásio e tudo correu bem”, afirmou Canelo, que somou a 51ª vitória (35 nocautes), dois empates e uma derrota. Fielding, de 31 anos, perdeu pela segunda vez, em 29 combates.

Em menos de nove minutos de luta, Canelo disparou 141 golpes e acertou 72. Fielding, por sua vez, tentou 183 vezes, mas só conectou 37. “Fico muito feliz por ter proporcionado um bom show para o público do Madison Square Garden. Espero que esta tenha sido a primeira de muitas lutas aqui”, disse Canelo para 20.112 espectadores presentes ao lendário ginásio.

Fielding sentiu muito os golpes na linha de cintura e caiu quatro vezes em três roundes, obrigando o juiz a paralisar o combate.

O futuro de Canelo deverá ser decidido nos primeiros dias de 2019. Oscar De La Hoya, dono da empresa Golden Boy Boxing, que cuida da carreira de Canelo, reservou a data de 4 de maio na T-Mobile Arena, em Las Vegas. Mas disse que o adversário ainda não está definido.

Opções não faltam para enfrentar Canelo, um deles é o norte-americano Daniel Jacobs, campeão dos médios da Federação Internacional de Boxe, que subiu ao ringue após a luta para cumprimentar o mexicano.

De La Hoya também revelou o desejo dele e de Canelo para que uma luta seja disputada no estádio Azteca, na Cidade do México. “Gostaríamos muito de igualar as 130 mil pessoas que foram ver Julio Cesar Chávez”, disse De La Hoya, referindo-se ao duelo entre Chavez e Greg Haugen, de 1993.

Autor: Wilson Baldini Jr.
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com