sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Zverev celebra ‘maior título da carreira’; Djokovic se rende ao talento do alemão

Depois de vencer o sérvio Novak Djokovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, neste domingo, em Londres, o alemão Alexander Zverev comemorou a conquista do ATP Finals de maneira efusiva, pois, com apenas 21 anos de idade, ganhou pela primeira vez o grande torneio que fecha a temporada do tênis masculino e reúne os oito melhores jogadores do ano.

“Este é o maior título da minha carreira até agora. Este troféu significa muito, tudo, para todos os jogadores. Há um número limitado de possibilidades de ganhar. É você jogando contra os melhores jogadores. Como joguei hoje, como o ganhei, foi incrível”, comemorou Zverev.

O alemão também exibiu grande senso de humor e humildade ao discursar na cerimônia de premiação do ATP Finals, cujo troféu de campeão foi levado até o centro da quadra pelo brasileiro Gustavo Kuerten. Ele, inclusive, batizou com o seu nome um dos grupos da primeira fase da competição, em homenagem da organização da competição ao ex-tenista, que faturou o título deste torneio em 2000.

Ao ser questionado se já previa a possibilidade de ser o número 1 do tênis no futuro, Zverev preferiu dizer: “Não sei, não sei”. “Isso (esse título) está me cegando agora. Ainda nos restam muitos e muitos anos pela frente e muitas coisas podem acontecer. Muitas coisas podem mudar também. Farei tudo para que possa estar no topo, mas há muitos jovens que também jogam muito bem o tênis”, ressaltou.

E ao ser comparado com Djokovic, que também ganhou o primeiro dos seus cinco títulos do ATP Finals com 21 anos, em 2008, o alemão destacou que o sérvio já é consagrado no tênis. “Ele ganhou, não sei quantos, 148 títulos a mais do que eu”, brincou, sorrindo, Zverev, enfatizando também o peso de ter superado o suíço Roger Federer nas semifinais.

“É assombroso ganhar este título, vencer estes dois jogadores de forma consecutiva, Roger e Novak, na semifinal e na final. Significa muito para mim. Estou incrivelmente feliz e incrivelmente orgulhoso deste momento agora”, comemorou.

DJOKOVIC SE RENDE – Djokovic, por sua vez, se rendeu ao talento do jovem rival e ressaltou que o início de sua trilha como jogador profissional foi parecida com a fase atual vivida pelo alemão. “Existem muitas semelhanças nas nossas trajetórias, nossas carreiras”, disse o tenista de Belgrado, hoje com 31 anos, e que também afirmou que Zverev está pronto para começar a ganhar os seus primeiros títulos de Grand Slam.

“Ele ganhou um grande torneio e sempre teve qualidade para ganhar um Slam. Não há dúvida de que conquistará, e será um dos favoritos em cada um deles”, previu, fazendo referência ao Aberto da Austrália, a Roland Garros, a Wimbledon e ao US Open.

Sorridente durante a cerimônia de premiação, Djokovic garantiu estar “realmente feliz” pelo fato de o alemão ter conquistado este ATP Finals, mas admitiu também estar “bastante decepcionado” com o desempenho ruim exibido na decisão deste domingo. “Estou feliz por ele ganhar o título porque temos uma relação muito boa e amistosa”, revelou.

O sérvio ainda enfatizou que “tem de estar feliz com este resultado”, pois fechará a temporada como líder do ranking mundial. “Estou terminando o ano como número 1 e essa era a meta. No geral foi uma temporada fenomenal e tenho de estar muito orgulhoso”, enalteceu.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com