quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Botafogo ganha 4ª seguida, livra risco de queda e complica Inter na luta por taça

Com um gol de Erik marcado no primeiro tempo, o Botafogo venceu a quarta partida consecutiva no Campeonato Brasileiro ao bater o Internacional por 1 a 0, neste domingo, no Engenhão, no Rio. Com o resultado, a equipe carioca chegou aos 47 pontos, afastou completamente o risco de queda à segunda divisão e ainda fechará a 35.ª rodada sonhando com uma vaga na fase preliminar da Copa Libertadores.

Já o Internacional deixou a escapar a oportunidade de se manter mais perto da briga pelo liderança do Campeonato Brasileiro. O time de Odair Hellmann caiu para terceiro lugar, com 65 pontos, um atrás do Flamengo e a seis do líder Palmeiras, com 71.

Em alta com a torcida, o Botafogo entrou em campo cheio de confiança. O time de Zé Ricardo sabia se postar defensivamente e controlava o jogo. Organizado, os cariocas criaram a primeira oportunidade de perigo. Em levantamento para a área, a marcação gaúcha afastou e a bola sobrou para Léo Valencia na meia-lua. O meia dominou, ajeitou o corpo e mandou colocado, assustando o goleiro Marcelo Lomba já aos quatro minutos.

Desorganizado, o Internacional conseguia manter a posse de bola, mas tinha muita dificuldade em atacar. Por isso, o Botafogo chegou mais uma vez no contragolpe, aos 15 minutos, novamente com Léo Valencia. Em cobrança de falta, o camisa 10 pegou bonito na bola e mandou no cantinho esquerdo do goleiro, tirando tinta da trave. Marcelo Lomba nem se mexeu e, paralisado, “tirou” com os olhos para a linha de fundo.

Pressionando, o Botafogo conseguiu abrir o placar só aos 41 minutos. Matheus Fernandes fez linda jogada pela direita, tabelou e encontrou espaço. O volante levantou a cabeça e cruzou na medida para Erik, que dominou no peito, se livrou da marcação de Zeca e bateu no cantinho. Antes de terminar o primeiro tempo, Nico López se desentendeu com Brenner no meio de campo, mas a arbitragem deixou o jogo seguir e nada marcou.

O Internacional só foi crescer no segundo tempo depois que Odair Hellmann tirou Zeca para promover a entrada de Wellington Silva. O atacante deu a velocidade que faltava para o time ensaiar uma pressão. Com 17 minutos, D’Alessandro acertou um cruzamento para a grande área e o atacante Brenner cortou mal, jogando contra a própria meta. Por sorte do Botafogo, Gatito apareceu muito bem para espalmar.

Porém, realmente não era a tarde que o Internacional esperava. Rossi também entrou no lugar de Nico López para tentar aumentar a pressão, mas aos poucos o Botafogo conseguiu acertar a marcação e o jogo voltou ao panorama do primeiro tempo. O time da casa poderia ter ampliado aos 33 minutos. Léo Valencia ficou frente a frente com Marcelo Lomba, mas tentou o drible e acabou perdendo a bola para o goleiro.

Na sequência, com 37, em lance muito parecido, o Botafogo puxou o contra-ataque em velocidade e Erik ficou no mano a mano com a marcação. Ele levantou a cabeça e encontrou Rodrigo Pimpão na direita. O atacante também saiu na frente de Lomba e tentou encobrir o goleiro, mas não teve sorte. No fim, aos 40 minutos, Moledo recebeu cruzamento e finalizou no cantinho, para uma bela defesa de Gatito.

Já nos acréscimos, o Internacional subiu a temperatura do jogo, buscou uma pressão e o confronto tomou um rumo triste. Wellington Silva trombou com Rodrigo Pimpão no meio de campo, perdeu a cabeça e agrediu o adversário na frente do árbitro, que expulsou o atacante do clube gaúcho. Depois, em cobrança de falta, Rodrigo Moledo reclamou acintosamente de um pênalti não marcado, chegou a empurrar o árbitro Rafael Traci, e também recebeu o cartão vermelho.

Na próxima quarta-feira, às 19h30, o Internacional recebe o Atlético-MG no Beira-Rio, em Porto Alegre, enquanto o Botafogo viaja para enfrentar o Santos na Vila Belmiro, às 21 horas.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 X 0 INTERNACIONAL

BOTAFOGO Gatito Fernandéz; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso, Leo Valencia (Renatinho) e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Erik e Brenner (Kieza). Técnico: Zé Ricardo.

INTERNACIONAL Marcelo Lomba; Zeca (Wellington Silva), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Edenílson, Rodrigo Dourado, Patrick (Camilo) e D’Alessandro; Nico López (Rossi) e Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.

GOL – Erik, aos 42 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Rafael Traci (PR).

CARTÕES AMARELOS – Joel Carli e Rodrigo Pimpão (Botafogo); D’Alessandro e Edenílson (Internacional).

CARTÕES VERMELHOS – Rodrigo Moledo e Wellington Silva (Internacional).

RENDA – R$ 156.802,50.

PÚBLICO – 17.373 pagantes (19.006 presentes).

LOCAL – Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com