quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Notícias

In:

Vettel volta a ser o mais rápido e lidera último treino livre na Itália

O alemão Sebastian Vettel repetiu o que fizera na sexta-feira e foi o mais rápido do último treino livre para o GP da Itália de Fórmula 1. No tradicional Circuito de Monza, neste sábado pela manhã (horário de Brasília), o piloto da Ferrari superou os adversários e terminou na ponta ao marcar 1min20s509.

Embalado pela vitória no GP da Bélgica no último fim de semana, que o fez reduzir a diferença na liderança do Mundial de Pilotos para Lewis Hamilton, Vettel aproveitou o apoio da torcida da casa à Ferrari e desponta como grande favorito a vencer a prova de domingo.

O alemão já havia terminado na ponta no primeiro dia de treinos livres, quando cravou 1min21s105. Desta vez, foi quase meio segundo mais veloz, o que não significou tranquilidade na liderança da última atividade livre em Monza.

Vettel foi pouco mais rápido que Hamilton, seu grande concorrente na temporada e que cravou a segunda melhor marca do terceiro treino na Itália. O inglês da Mercedes registrou o tempo de 1min20s590.

A dobradinha de Ferrari e Mercedes se repetiu também nas posições seguintes. O finlandês Kimi Raikkonen, da equipe italiana, terminou na terceira colocação da atividade, com a marca de 1min20s682. A quarta posição foi de seu compatriota Valtteri Bottas, da Mercedes, com 1min21s112.

A Red Bull de Max Verstappen apareceu na quinta colocação, após o holandês registrar 1min21s388 em sua melhor volta do dia. Ele teve desempenho bem superior em relação ao seu colega de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, que marcou 1min22s310 e terminou apenas na oitava posição.

Entre os dois carros da Red Bull, a Haas de Kevin Magnussen e a Force India de Esteban Ocon. O dinamarquês registrou 1min22s011, enquanto o francês marcou 1min22s055. Charles Leclerc, da Sauber, em nono, e Romain Grosjean, também da Haas, em décimo, completaram os 10 primeiros.

Em sua última temporada na Fórmula 1, o espanhol Fernando Alonso voltou a sofrer com o baixo rendimento de sua McLaren e não passou de um 17.º lugar. Mesmo assim, terminou à frente de seu companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne, que foi apenas o 18.º.

Depois do acidente assustador que sofreu na sexta, Marcus Ericsson voltou a pilotar normalmente neste sábado. O sueco da Sauber terminou logo à frente de Alonso, em 16.º, ao registrar 1min22s882.

Ainda neste sábado, às 10 horas (de Brasília), os pilotos voltou à pista para a disputa do treino classificatório para o GP da Itália, marcado para domingo, às 10h10. Hamilton chega como líder do campeonato, com 231 pontos, seguido por Vettel, com 214, Raikkonen, 146, e Bottas, 144.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com