domingo, 16 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Vasco bate o Bahia em casa, encerra jejum e deixa zona do rebaixamento

Foi suado, muito mais na base do esforço do que da inspiração, mas o Vasco voltou a vencer nesta segunda-feira. No fechamento da 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time carioca recebeu o Bahia, teve muita dificuldade mesmo com um jogador a mais durante boa parte do duelo, mas arrancou um importantíssimo triunfo por 2 a 1 que o tira da zona do rebaixamento.

O resultado encerrou o jejum de cinco jogos sem triunfo do Vasco, que havia vencido apenas uma das últimas 11 partidas na competição. E ele aconteceu graças a Martín Silva, que fechou o gol no início do confronto, e Yago Pikachu, que marcou um gol de pênalti e deu assistência para Marrony selar o placar.

Também foi fundamental a vantagem numérica, após Douglas Friedrich cometer pênalti e ser expulso no primeiro tempo, quando o Bahia era superior. Independente das circunstâncias, o que importava mesmo era a vitória, que levou o Vasco a 28 pontos, em 16.º, mesmo número da Chapecoense, mas com vantagem no saldo de gols.

De quebra, o time ainda se aproximou do próprio Bahia, que tem 29 pontos e está apenas em 15.º. Na próxima rodada, a equipe tricolor enfrenta o Flamengo, sábado, na Fonte Nova. Dois dias depois, o Vasco visita o Paraná, do Durival de Britto.

A torcida do Vasco aderiu aos pedidos de Alberto Valentim, compareceu em peso e empurrou nesta segunda, mas teve a paciência testada no primeiro tempo. O Bahia tomou conta das ações e demorou apenas um minuto para levar perigo com Gilberto. Aos três, Castán errou na tentativa de afastar e tocou no pé de Paulinho, que passou por Luiz Gustavo e exigiu grande defesa de Martín Silva.

O Vasco era completamente dominado por um Bahia agressivo e que só não abriu o placar por causa de uma atuação inspirada de Martín Silva. Aos cinco minutos, Élber fez grande jogada pela direita, passou como quis por Ramon e cruzou com perfeição para Gilberto, que finalizou quase da pequena área e exigiu defesa impressionante do uruguaio.

Quando a torcida já começava a chiar, o Vasco encaixou a marcação e diminuiu o ritmo do adversário, mas não conseguia ser perigoso. Até que, aos 28 minutos, Ríos dividiu com a defesa do Bahia e, ao tentar driblar Douglas, recebeu uma entrada duríssima na altura do joelho. O árbitro marcou pênalti e expulsou o goleiro. Yago Pikachu deslocou o reserva Fernando e abriu o placar na primeira finalização da equipe.

Com um a mais e embalado pelo gol, o Vasco parecia dominar o adversário, mas bastou um erro para tudo ir por água abaixo. Aos 48 minutos, o Bahia roubou a bola na defesa, Gilberto recebeu em velocidade, cortou para o meio e bateu. Um desvio em Castán ainda matou Martín Silva.

Quando esperava-se um Vasco esmorecido, porém, o time da casa voltou com tudo para o segundo tempo. Aos dois minutos, Giovanni Augusto, que acabara de entrar, cruzou da direita e Maxi López tocou de letra, rente à trave. Três minutos mais tarde, o mesmo Giovanni Augusto puxou contra-ataque e tocou para Fabrício, que arriscou de primeira e exigiu boa defesa de Fernando.

Mas parou por aí. Sem inspiração, os anfitriões tinham muita dificuldade para furar o bloqueio de um Bahia que se encontrou em campo e ainda era perigoso nos contra-ataques, mesmo com um a menos. Desta vez, era o time visitante que parecia ter o controle, quando o Vasco voltou à frente. Pikachu cruzou da direita e Marrony subiu para cabecear para a rede, aos 32 minutos. Daí em diante, foi só segurar a liderança e fazer a festa da torcida.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 2 X 1 BAHIA

VASCO – Martín Silva; Lenon (Giovanni Augusto), Luiz Gustavo, Leandro Castán e Ramon; Willian Maranhão, Thiago Galhardo (Marrony), Fabrício (Kelvin) e Yago Pikachu; Andrés Ríos e Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.

BAHIA – Douglas Friedrich; Nini Paraíba, Douglas Grolli, Everson e Léo; Nilton (Marco Antônio), Gregore, Paulinho (Fernando), Élber (Flávio) e Ramires; Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

GOLS – Yago Pikachu, aos 31, e Gilberto, aos 48 minutos do primeiro tempo. Marrony, aos 32 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS – Willian Maranhão, Yago Pikachu, Giovanni Augusto, Marrony, Maxi López (Vasco); Everson, Léo (Bahia).

CARTÃO VERMELHO – Douglas Friedrich (Bahia).

RENDA – R$ 285.695,00.

PÚBLICO – 12.804 pagantes (13.293 presentes).

LOCAL – Estádio São Januário, no Rio (RJ).

Autor: Gabriel Melloni
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com