quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Notícias

In:

Seleção feminina de vôlei cai para a Itália nas semifinais do Torneio de Montreux

Na reta final de preparação para o Mundial de Vôlei, a seleção brasileira feminina falhou na tentativa de conquistar mais uma vez o título do Torneio de Montreux. Neste sábado, pelas semifinais da competição, a equipe acabou sendo batida pela Itália por 3 sets a 2, com parciais de 19/25, 25/18, 22/25, 25/17 e 15/12.

A seleção brasileira já venceu o Torneio de Montreux em sete oportunidades e foi a campeã do torneio no ano passado, mas agora precisará se contentar com a disputa do terceiro lugar da competição suíça, em duelo que será realizado no domingo, às 8h30 (horário de Brasília), diante da equipe que perder a semifinal entre Turquia e Rússia – a vencedora será a oponente da Itália na decisão.

Embora tenha avançado em primeiro lugar na sua chave nesta edição do Torneio de Montreux, pois embora tenha superado a Rússia por 3 a 1 na sua estreia, caiu na sequência para a Polônia, por 3 a 2, depois vencendo Camarões com facilidade, por 3 a 0. E neste sábado sofreu nova derrota.

O técnico José Roberto Guimarães escalou a seleção com a levantadora Dani Lins, as centrais Carol e Thaisa, as ponteiras Gabi e Fernanda Garay, a líbero Suelen e Rosamaria na função de oposta. Mas Thaisa e Garay só atuaram nos dois primeiros sets, depois sendo substituídas por Adenízia e Drussyla. Além disso, Roberta, Monique Pavão e Amanda foram utilizadas durante o duelo.

Rosamaria brilhou pelo Brasil com 20 pontos, enquanto Gabi marcou 13. Mas o principal destaque da semifinal foi a italiana Paola Egonu, que fechou o jogo com incríveis 32 pontos. E Miriam Sylla fez 15 pela equipe italiana.

Após um início oscilante em quadra, com alguns erros na recepção, o Brasil assumiu o domínio do duelo e chegou a abrir 22/17 com uma atuação segura. E em passagem de Amanda, que saiu do banco, pelo saque, fechou a primeira parcial em 25/19.

O segundo set foi mais equilibrado, com as equipes trocando a liderança do placar. Até que as italianas deslancharam, fizeram 20/16 e igualaram o jogo após Fernanda Garay acertar a rede em um ataque, que fechou a parcial para as italianas em 25/18.

O revés parece não ter abalado o Brasil, já com alterações realizadas por Zé Roberto em sua formação inicial. E embora a Itália tenha tentado uma reação final, a equipe conseguiu fechar o terceiro set em 25/22 com um ataque de Gabi, principal destaque da parcial.

O começo do quarto set parecia indicar uma vitória encaminhada da seleção brasileira, que chegou a liderar o placar por 6/2. Só que as italianas reagiram, conseguiram a virada e foram abrindo a vantagem até fecharem a parcial em 25/17 após um erro da equipe de Zé Roberto no rodízio.

A definição da semifinal, então, ficou para o tie-break. A seleção seguiu cometendo erros e permitiu que as italianas abrissem 5/2 logo no começo da parcial. Depois, as europeias sustentaram a vantagem e asseguram o triunfo em ataque de Egonu por 15/12.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com