segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Notícias

In:

Murray bate australiano de virada e vai enfrentar o ‘freguês’ Verdasco no US Open

O britânico Andy Murray sofreu um pouco, mas bateu o australiano James Duckworth por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (5/7), 6/3, 7/5 e 6/3, nesta segunda-feira, em Nova York, em sua estreia no US Open.

Campeão do Grand Slam norte-americano em 2012, o tenista escocês assim se credenciou para enfrentar na próxima fase o espanhol Fernando Verdasco, um velho “freguês” seu no circuito profissional, pois ele ganhou 13 dos 14 duelos que travou com o adversário até hoje em torneios da ATP.

Na condição de 31º cabeça de chave do US Open, Verdasco abriu a sua campanha em Nova York derrotando o seu compatriota Feliciano López por 3 sets a 0, com 6/2, 7/5 e 6/4, em outra partida encerrada há pouco nesta segunda-feira.

Ex-número 1 do mundo, Murray hoje é apenas o 382º colocado do ranking por causa dos longos períodos de afastamento das quadras que amarga desde o ano passado devido a uma grave lesão no quadril. O problema o obrigou a ser submetido a uma cirurgia em janeiro deste ano, sendo que ele não atuava em um Grand Slam desde a edição de 2017 de Wimbledon.

Já Verdasco, veterano tenista de 34 anos, vive fase bem melhor e hoje ocupa a 32ª posição da ATP. Ele encarou Murray pela última vez no Torneio de Dubai do ano passado, quando o britânico ganhou com facilidade na final da competição por 6/3 e 6/2.

A única vez que o espanhol levou a melhor sobre o rival foi no Aberto da Austrália de 2009, quando triunfou por 3 sets a 2 em confronto válido pelas oitavas de final do Grand Slam realizado em Melbourne.

No duelo que Murray travou nesta segunda-feira com James Duckworth, apenas o atual 448º colocado da ATP, nenhum dos dois tenistas conseguiu conquistar quebras de saque no primeiro set e a disputa foi ao tie-break, no qual o azarão foi um pouco melhor para fazer 7/5 e abrir vantagem.

A partir da segunda parcial, porém, o escocês iniciou uma forte reação para buscar a virada. Ele aproveitou seis das 15 oportunidades de quebrar o saque do australiano, que converteu dois de cinco break points e acabou sendo eliminado após 3h17min de duelo.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com