sábado, 17 de novembro de 2018

Notícias

In:

Marcio Lacerda desiste de disputar governo de Minas após pressão do PSB

O ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda, do PSB, anunciou nesta terça-feira, 21, a decisão de retirar sua candidatura ao governo de Minas Gerais nas eleições 2018. O pessebista vinha travando uma disputa com o comando nacional de seu partido, desde que a sigla fechou um acordo com o PT que incluía a retirada de seu nome da disputa, como uma das contrapartidas para que a legenda permanecesse neutra na eleição presidencial.

Por meio de uma carta, com o título “a velha política conseguiu me tirar desta eleição”, o ex-prefeito afirmou que irá se desvincular do PSB. “A impossibilidade do julgamento definitivo do assunto, desenhada nos últimos dias no âmbito da Justiça Eleitoral, conduz esta insegurança jurídica até a véspera do 1º turno, o que me leva a retirar minha candidatura”, declarou Lacerda.

Na carta, Marcio Lacerda chamou o acordo entre PSB e PT de “antidemocrática e arbitrária” e afirmou que “resistiu” à aliança. “Minha indignação não aceitou essa negociata, essa imposição que agride não apenas a minha candidatura, mas a vontade soberana dos mineiros”, disse.

Pelo acordo, o PSB deveria rifar a candidatura de Lacerda em Minas, para apoiar a tentativa de reeleição do atual governador, Fernando Pimentel (PT), enquanto os petistas retirariam as pretensões de Marília Arraes (PT) de concorrer ao governo do Pernambuco.

Mesmo com o acordo, Lacerda vinha mantendo a candidatura, chegando a registrá-la no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG). O ex-prefeito entrou no TRE e no Tribunal Superior de Eleitoral (TSE) com pedidos para tentar continuar na disputa.

O ex-prefeito também explicou que deixará o partido por conta dos “reflexos” deste acordo. “Infelizmente, este conchavo de sua direção nacional terá reflexos ainda mais profundos no PSB e, principalmente, nos olhos de quem enxergava neste partido alguma coisa diferente na vida partidária deste país”, afirmou.

Na carta, Marcio Lacerda agradeceu o presidente da Assembleia Legislativa, Adalclever Lopes (MDB), candidato a vice, e ao deputado federal, Jaime Martins (PROS), que disputaria o Senado. “quero agradecer profundamente a todos os partidos, dirigentes, parlamentares, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, enfim, todos os políticos de bem que estiveram ao nosso lado neste momento e que também estão profundamente indignados”, declarou.

A coligação de Marcio Lacerda contava com MDB, PDT, PROS, PV, PRB e Podemos. Os partidos se reúnem na tarde desta terça-feira para definir os rumos da chapa.

Autor: Jonathas Cotrim
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com