terça-feira, 18 de setembro de 2018

Notícias

In:

Juiz argentino pedirá que Senado retire foro de Cristina Kirchner, dizem jornais

O juiz federal argentino Claudio Bonadio deve pedir nos próximos dias que o Senado do país remova o foro privilegiado da ex-presidente Cristina Kirchner, que cumpre mandato de senadora desde o ano passado, no contexto das investigações de um esquema de corrupção em obras públicas envolvendo ex-funcionários kirchneristas e grandes empresários, segundo informações dos jornais “La Nación” e “Clarín”.

Este deve ser o segundo requerimento do tipo feito por Bonadio contra Cristina – o juiz fez pedido semelhante em 2017 com o objetivo de prendê-la no contexto de outra investigação, mas o pedido está até hoje em avaliação pelos legisladores. Cristina negou em reiteradas ocasiões as acusações contra ela.

Cristina foi convocada juiz federal para prestar declarações no dia 13, mas não se sabe se na condição de testemunha ou indiciada. Ela deve ser a 18ª e última pessoa ouvida pelo magistrado, que analisou os oito cadernos manuscritos de Oscar Centeno, ex-motorista de Roberto Baratta, ex-subsecretário de Coordenação e Gestão do Ministério de Planejamento, apontado como responsável por distribuir o dinheiro da propina.

Segundo a apuração, durante anos muitas das empresas mais importantes da Argentina entregaram milhões de dólares no esquema, que terminariam na casa particular dos Kirchner, na Quinta de Olivos ou no escritório da chefia de gabinete.

Como Cristina está sob proteção do foro privilegiado, não pode ser conduzida coercitivamente para ser ouvida pela Justiça caso não compareça na data estipulada pelo juiz. Seus imóveis também não podem ser alvos de mandados de busca e apreensão e ela não pode ter a prisão preventiva declarada pelo magistrado.

Fontes ouvidas pelos diários informaram que, inicialmente, o juiz considerou desnecessário um novo pedido de remoção do foro da ex-presidente porque a solicitação de 2017 ainda continua vigente. Ele teria mudado de ideia depois de ter enviado ofício ao Senado questionado sobre o trâmite deste primeiro pedido.

A ex-presidente argumenta que Bonadio é um juiz parcial e responde aos interesses do governo do presidente Mauricio Macri.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com