segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Filme alagoano sobre canhotos chega a São Paulo no próximo sábado

Por Redação com Piracema Studio

Frame_Chris

O documentário alagoano “Admirável Mundo Destro” desembarca em São Paulo no próximo sábado (1º), em uma parceria com a Matilha Cultural/Cine Matilha, uma das maiores casas do cinema independente na capital paulista. O curta-metragem que conquistou a apresentadora Fátima Bernardes será exibido em única sessão, às 17h. A entrada é gratuita.

“Admirável Mundo Destro” é o primeiro filme da diretora Luiza Leal, paulistana que vive em Maceió há três anos. Ela é canhota e, desde criança, precisou se adaptar às coisas que não são feitas para a mão esquerda. Junto com o documentário, lançou o portal Nação Canhota, onde tem recebido depoimentos de todo o Brasil.

“São pessoas canhotas de várias partes do país que relatam suas histórias de dificuldades em um mundo invertido para elas. Algumas são mais simples, mas outras refletem a violência com que muitas crianças são tratadas simplesmente por usar a mão esquerda. Começamos a compartilhar esses relatos para criar um movimento de conscientização, principalmente nas famílias e nas escolas”, explica Luiza.

O filme foi lançado em Maceió no dia 13 de agosto, quando se comemora o Dia Mundial dos Canhotos. Na mesma data, a diretora participou do programa Encontro, com a apresentadora Fátima Bernardes, na Rede Globo. Fátima também é canhota e aproveitou o filme para debater as dificuldades enfrentadas no dia a dia por quem usa a mão esquerda.

Em São Paulo, o filme será exibido na Matilha Cultural, espaço que reúne, desde 2009, uma programação multicultural voltada para questões socioambientais, incluindo proteção animal, a defesa dos direitos humanos e a promoção da cena artística independente.

Após a exibição, as realizadoras Luiza Leal e Acássia Deliê farão um debate com o público. Pessoas canhotas e destras serão convidadas a interagir, compartilhar suas experiências e impressões sobre o filme, além de experimentarem objetos projetados para a mão esquerda.

O filme

O documentário, feito por uma equipe de mulheres, visita cidades no Brasil e na Europa para mostrar o cotidiano em comum de quem nasceu à esquerda da sociedade e refletir sobre como o lado esquerdo tem sido associado ao mal na história da humanidade. Além de Maceió, as imagens foram rodadas em Rio Largo (AL), Bodocó (PE), Ouricuri (PE) e Londres (Inglaterra).

Produção independente do Piracema Studio, o filme tem participação do ator alagoano Alex Cerqueira e entrevistas com personagens canhotos e também especialistas no tema, incluindo o neurocientista Chris McManus, um dos maiores pesquisadores de canhotos do mundo, autor do livro “Right Hand, Left Hand” (ainda sem tradução no Brasil).

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com